PUBLICIDADE
Topo

Festival de Berlim vai assinar compromisso por igualdade de gênero no cinema

Abertura do Festival de Berlim 2018 - Pascal Le Segretain/Getty Images
Abertura do Festival de Berlim 2018 Imagem: Pascal Le Segretain/Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

31/01/2019 11h27

O Festival de Berlim vai seguir a deixa de outras grandes festas do cinema europeu e assinar um compromisso de igualdade de gênero em sua seleção. Os festivais de Cannes, Veneza, Locarno e Sarajevo já assinaram o mesmo pacto, segundo o "Deadline".

Dieter Kosslick, o diretor do Festival de Berlim, vai firmar o compromisso em cerimônia no dia 9 de fevereiro, durante a realização da edição 2019 do festival. Ele será acompanhado de ativistas do grupo 5050x2020, que idealizou o pacto introduzido em Cannes.

Ao invés de colocar cotas mandatórias de filmes dirigidos por mulheres no festival, o compromisso exige que haja transparência no processo de seleção. Além disso, o texto determina que metade das posições de gerência do festival sejam preenchidas por mulheres.

Em comunicado oficial sobre a decisão, Kosslick frisou que o Festival de Berlim 2019 está bem mais perto da equidade de gênero que seus companheiros europeus. "Neste ano, temos 17 filmes concorrendo ao Urso de Ouro, e sete são dirigidos por mulheres", relembrou.

Em sua edição de 2018, por exemplo, o Festival de Veneza foi criticado por selecionar apenas um filme dirigido por mulheres para a competição principal: "The Nightingale", da australiana Jennifer Kent ("O Babadook").