PUBLICIDADE
Topo

Mulheres são maioria em júri principal do Festival de Berlim 2019

Cannes 2016: Juliette Binoche - Getty Images
Cannes 2016: Juliette Binoche Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

29/01/2019 09h32

O Festival de Berlim 2019 anunciou nesta terça-feira (29) a composição de seu júri principal, que vai definir quem leva o prestigiado Urso de Ouro e outros dos prêmios do evento. O Festival de Berlim acontece entre os dias 7 e 17 de fevereiro.

As mulheres são maioria no júri, que será presidido pela atriz Juliette Binoche (vencedora do Oscar por "O Paciente Inglês"). Outra atriz, a alemã Sandra Huller (estrela do hit "Toni Erdmann"), faz companhia à colega no júri.

Além das duas, o contingente feminino é completado pela cineasta britânica Trudie Styler, conhecida também como parceira de longa data do músico Sting; e pela curadora do arquivo cinematográfico do Museu de Arte Moderna de Nova York, Rajeendra Roy.

Os dois homens do júri são o diretor chileno Sebastián Lelio, vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro por "Uma Mulher Fantástica"; e o crítico de cinema norte-americano Justin Chang, que escreve para o "Los Angeles Times".

O júri vai assistir aos 17 títulos selecionados para a competição principal e selecionar vencedores em diversas categorias. Além do Urso de Ouro, que premia o melhor filme da lista, Berlim também distribui os Ursos de Prata em categorias como melhor atriz, melhor ator, melhor direção e melhor roteiro.

Além de maioria no júri, as mulheres conseguiram 41% de representatividade entre os filmes da seleção principal. Sete dos 17 títulos são dirigidos por mulheres, como Agnieszka Holland ("Mr. Jones") e Isabel Coixet ("Elisa & Marcela").