Topo

Ex-Kiss, Ace Frehley ataca Gene Simmons e o acusa de assediar sua mulher

Getty Images
Gene Simmons, do Kiss, detonou Ace Frehley e Peter Criss Imagem: Getty Images

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

2019-01-30T09:19:57

30/01/2019 09h19

O clima esquentou entre integrantes e ex-integrantes do Kiss. Gene Simmons deu uma entrevista detonando Ace Frehley (guitarra e voz) e Peter Criss (bateria e voz) e dizendo porque a banda não reuniu sua formação clássica mais uma vez. Mas não contava com um contra-ataque feroz do "Aceman". Frehley chegou a acusar Simmons de assediar sua mulher.

Tudo começou quando o baixista e vocalista Gene Simmons deu entrevista para a revista "Guitar World" sobre a turnê End of the Road - possivelmente a última do Kiss, que começa nesta quinta-feira (30). "Ace e Peter tiveram três chances. Eles entraram e saíram - foram demitidos - três vezes. Por álcool, drogas, mau comportamento, falta de profissionalismo. A resposta é que eu adoraria ter Ace e Peter conosco. Se não acontece, não é por nossa culpa. Mas eles nunca voltarão ao Kiss de novo."

Gene ainda acrescentou: "Dizer 'eu prometo que vou me comportar' não funciona. Se a gente aceitaria Ace e Peter tocarem uma ou duas músicas? É claro. Se a gente dependeria deles para executar um set completo noite após noite? Nem ferrando."

Ethan Miller/Getty Images
Imagem: Ethan Miller/Getty Images

Ace Frehley não engoliu as declarações de Gene. O guitarrista, que se mantém na ativa com sua banda solo e lançou no fim de 2018 o álbum "Spaceman", usou suas redes sociais para publicar um textão. Na foto, desafia o ex-companheiro e diz que está sem as luvas - como que chamando Gene para a briga:

"Gene, sua memória está realmente incorreta. Eu nunca fui demitido do Kiss, eu saí duas vezes (não três) por minha própria vontade, porque você e Paul (Stanley, guitarra e voz) são maníacos por controle e eram difíceis de se trabalhar. Seus comentários sobre meus hábitos me custaram milhões de dólares durante os anos, eu estou sóbrio há 12 anos e você segue dizendo que não sou confiável. Bem, são exatamente 12 anos que venho me apresentando com a minha banda", atacou Frehley. "Eu sou o artista solo de maior sucesso da formação original do Kiss e tenho orgulho disso."

O guitarrista foi além, citando acusações de assédio sexual contra Gene Simmons. 

"Seus comentários fizeram com que eu me dê conta do quão cuzão e viciado em sexo você é, sendo acusado por várias mulheres. Você só quer varrer isso para debaixo do tapete."

E citou um suposto abuso contra sua mulher, "A cereja no bolo foi quando você agarrou minha mulher no prédio da Capital Records, em Los Angeles, pelas minhas costas, quando eu estava tentando te ajudar com seus shows da 'Vault Experientes', o que eu só descobri semanas depois. Ela planejava te denunciar, mas eu falei para ela desistir!".

Ace concluiu com a exigência de um pedido de desculpas. "Sem desculpas de coração, uma oferta para eu retomar meu velho trabalho e sem tirar Tommy Thayer do trono que eu criei, a merda vai ser jogada no ventilador e não vai parar". Tommy Thayer é o substituto na posição de Ace, como guitarrista, e usa inclusive a fantasia e as pinturas do "Aceman".

A relação entre Gene e Ace parecia ter melhorado nos últimos anos, com presenças de cada um deles nos shows do outro, no entanto, as novas declarações põe abaixo as impressões que eles haviam deixado.

Ace Frehley toca em show solo de Gene Simmons

UOL Entretenimento

Mais Rock