PUBLICIDADE
Topo

Produtores dizem que "Família da Pesada" não fará mais piadas com homossexuais

Uma Família da Pesada - Divulgação/Fox
Uma Família da Pesada Imagem: Divulgação/Fox

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

15/01/2019 15h13

O episódio do último domingo (13) de "Uma Família da Pesada" tirou bastante sarro do presidente dos EUA, Donald Trump, mas o que chamou a atenção de muitos fãs foi uma cena em que o protagonista Peter Griffin dizia que a série estava "tentando pegar mais leve nas piadas sobre gays".

Falando ao "TVLine", os produtores Rich Appel de Alec Sulkin confirmaram que esta é mesmo a intenção da equipe de "Uma Família da Pesada", que está no ar desde 1998 e ficou conhecida por suas muitas piadas ofensivas.

"Se você olha para uma série de comédia de 2005 ou 2006, e coloca lado a lado com uma série de 2018 ou 2019, você vai notar diferenças", argumentou Sulkin. "Algumas das coisas que nos sentíamos confortáveis dizendo naquela época, hoje entendemos que não é aceitável".

"É algo quase único a 'Uma Família da Pesada'", adicionou Appel, se referindo ao fato de que a série ficou no ar durante toda esta transformação no humor. "Se uma série está no ar há 20 anos, a cultura muda".

"Não é que estejamos reagindo, pensando: 'Eles não vão nos deixar dizer isso mais'. Não, nós mudamos também. O clima mudou, a cultura é diferente, e as nossas visões são diferentes. Nossas visões foram moldadas pela realidade a nossa volta", completou.

"Uma Família da Pesada" não é a única série animada com reputação de politicamente incorreta a fazer uma "correção de curso". Recentemente, "South Park" retificou uma piada antiga que tirava sarro do aquecimento global.