PUBLICIDADE
Topo

Por que "Aquaman" faz tanto sucesso nos cinemas da China?

Pôster de "Aquaman", previsto para dezembro de 2018 - Reprodução
Pôster de "Aquaman", previsto para dezembro de 2018 Imagem: Reprodução

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

16/12/2018 04h00

Há uma semana em cartaz na China, "Aquaman" está colhendo resultados de bilheteria que podem transformá-lo no maior sucesso da nova safra de filmes da DC. O longa estreou no Brasil na última quinta-feira e só chega aos cinemas norte-americanos no próximo dia 21.

No primeiro final de semana em cartaz na China, "Aquaman" arrecadou US$ 94 milhões. Este valor já é maior do que o primeiro final de semana de "Mulher-Maravilha" (US$ 37,6 milhões), "Batman vs Superman" (US$ 55,7 milhões), "O Homem de Aço" (US$ 25,9 milhões) e "Liga da Justiça" (US$ 50,5 milhões), segundo dados da Box Office Mojo.

Se analisarmos os números chineses mais a fundo, "Aquaman" já superou a bilheteria total de "Mulher-Maravilha", que fez US$ 90 milhões enquanto ficou em cartaz por lá. O filme do herói marinho ficou próximo também de superar a bilheteria total chinesa de "Batman Vs Superman", que arrecadou US$ 95,7 milhões.

Entre os fãs chinesas, o longa-metragem dirigido por James Wan e estrelado por Jason Momoa também está sendo muito bem avaliado, com nota 9,5 no site Moayan, de venda de ingressos.

Pôster chinês do filme "Aquaman" - Divulgação - Divulgação
Pôster chinês do filme "Aquaman"
Imagem: Divulgação
A estratégia de lançar "Aquaman" com uma semana de antecedência parece ter sido proposital, já que existe um "apagão" de estreias de filmes americanos no final de ano chinês. Portanto, a Warner quis aproveitar antes que fosse tarde demais.

Outro fator apontado é a pirataria. Ao lançar antecipadamente, a Warner evitou que os chineses pirateassem o filme de outros países e, consequentemente, "obrigou" que muitos fãs fossem assisti-lo nos cinemas.

A antecipação da estreia também pode ser usada como peça de propaganda, mexendo com o orgulho dos fãs. "Vocês serão os primeiros a verem o filme em todo o mundo", disse Jason Momoa em uma viagem promocional ao país.

O que pode ter ajudado também nos resultados, segundo uma reportagem da Variety, foi a falta de outros lançamentos de filmes de heróis na mesma época. Ao contrário de "Mulher-Maravilha", que sofreu para levar muitas pessoas ao cinema porque foi lançada na China durante um verão repleto de estreias de peso.

A reportagem da Variety não descarta também a influência do diretor James Wan, que tem muitos fãs no país, especialmente por conta do sucesso "Velozes e Furiosos 7", que arrecadou US$ 400 milhões. Wan é malaio e tem forte ligação com o mercado de cinema asiático, ou seja, "entende" o que o público de lá quer assistir.

Por fim, mas não menos importante, "Aquaman" é um bom filme, pelo menos é o que dizem os críticos. Com um visual menos sombrio e mais divertido, a DC e a Warner finalmente parecem estar acertando o tom, algo que a Marvel já descobriu há anos.

Trailer chinês de "Aquaman"