Topo

Geek

"Stan Lee dizia para eu me lembrar que Bucky era bonzinho", diz Sebastian Stan

Iwi Onodera/UOL
Sebastian Stan conversou com o público da CCXP 2018, em São Paulo Imagem: Iwi Onodera/UOL

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

08/12/2018 15h59

O ator Sebastian Stan, que interpreta Bucky Barnes/Soldado Invernal nos filmes da Marvel, lembrou neste sábado (8) na CCXP 18 (Comic Con Experience) o  legado de Stan Lee, que morreu no mês passado. 

"Eu encontrei Stan Lee algumas vezes e foi incrível para mim. Toda vez que ele te encontrava, mesmo aos 90 anos, ele tinha um grande sorriso no rosto, os olhos brilhavam. Ele amava esses me personagens. Ele me dizia: 'lembre que Bucky é um dos bonzinhos'. Sem ele, nenhum de nós estaria aqui hoje", disse Sebastian.

Em seguida, a Marvel exibiu um emocionante vídeo de homenagem ao lendário quadrinista, reunindo várias de suas pontas em filmes da editora como "Capitão América" e o "Homem-Aranha" de Tobey Maguire. Emocionado, o público aplaudiu de pé ao fim do clipe, aos gritos de "Stan, Stan". 

Bucky em "Guerra Infinita"

Ao longo do painel, Sebastian Stan falou bastante sobre como é estar na pele de Bucky Barnes - em particular, durante as filmagens de "Vingadores: Guerra Infinita", que foi gravado sem que nenhum dos atores tivesse lido o roteiro completo. 

"Para o último filme, nunca li o roteiro. Mas já conhecemos tão bem esses personagens, já estou fazendo este há quase dez anos. Sinto que é como andar de bicicleta", disse ele, que apareceu pela primeira vez como Bucky/Soldado Invernal apareceu em 2011, em "Capitão América". 

O ator descreveu a experiência em "Guerra Infinita" como "muito surreal".  "Meu personagem estava em Wakanda, vivendo a vida dele de novo, e de repente estava lutando em uma guerra com um guaxinim", brincou, falando sobre Rocket, dos "Guardiões da Galáxia".

Sebastian inclusive contou como foi gravar a cena em que ele segura Rocket para atirar no exército comandado por Thanos. "Foi muito estranho, porque obviamente Rocket não estava lá, então era só eu segurando ar e imaginando a voz irritante dele, o que não foi difícil". 

Questionado sobre o futuro de seu personagem, que foi uma das vítimas do Titã Louco, o ator fez mistério: "Eu não acho que tem muito vindo aí por ele. Acho que acabou".