Topo

Geek

"X-Men" vai ao espaço em cenas de "Fênix Negra" exibidas na CCXP 

Iwi Onodera/UOL
Sophie Turner e Jessica Chastain deitam para ver cena de "X-Men: Fênix Negra" na CCXP Imagem: Iwi Onodera/UOL

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

07/12/2018 18h00

Os três mil fãs que conferiram o painel de "X-Men: Fênix Negra" na CCXP 2018 (Comic Con Experience) nesta sexta-feira (7) ganharam um mimo além das presenças de Sophie Tuner, Jessica Chastain e do diretor Simon Kinberg: eles puderam ver com exclusividade 15 minutos do filme, que leva o grupo de heróis ao espaço e marca um momento importante para Jean Grey (Turner). 

ATENÇÃO: Há spoilers de "X-Men: Fênix Negra" abaixo. Pule para o resto do texto se não quiser saber o que acontece.

Na sequência, os mutantes são convocados pelo presidente norte-americano para uma missão espacial: resgatar um time de astronautas cuja nave encontrou problemas após ser atingida por radiação. A equipe é formada por Jean, Tempestade, Mística, Fera, Noturno, Mercúrio e Ciclope. 

Ao chegarem lá, eles se deparam com a espaçonave quase destruída, mas conseguem resgatar os astronautas. No entanto, eles descobrem que ainda é necessário resgatar mais uma pessoa - e Jean tem que voltar com Noturno para manter a nave intacta enquanto ele realiza o resgate. Durante a missão, porém, ela é atingida pela misteriosa radiação, e absorve uma grande quantidade que iria atingir a aeronave dos X-Men.

Iwi Onodera/UOL
Imagem: Iwi Onodera/UOL


Jean fica desacordada no espaço até ser levada de volta por Noturno. Lá, ela recupera os sentidos, e pergunta se todos estão bem. Na volta à Terra, os X-Men são recebidos efusivamente pelo povo americano e pelo professor Charles Xavier, mais do que satisfeito com a missão bem-sucedida. Mística, porém, não está muito feliz. "Aquela garota deveria estar morta", diz ela, criticando Xavier por arriscar a vida dos jovens mutantes no resgate. A discussão se encerra com uma frase da heroína que foi aplaudida de pé pelo público do painel: "São sempre as mulheres que precisam salvar os homens. A equipe não deveria se chamar X-Men, mas X-Women".  

FIM do spoiler.

Durante o painel, o diretor Simon Kinberg já havia adiantado que o filme teria um "elemento cósmico": "Tem cenas no espaço. E uma das nossas personagens não é deste mundo, a da Jessica Chastain". Ele credita ao sucesso do Universo Cinematográfico da Marvel a possibilidade de levar os X-Men para fora da Terra. "Não há nenhuma conexão do filme com o MCU. Mas só podemos contar uma história cósmica porque a Marvel fez um bom trabalho de levar isso para as telas".

Poderosas 

Protagonista do filme, a Sansa de "Game of Thrones" foi recebida com muito entusiasmo pelo público, que aplaudiu várias de suas falas, e mostrou um lado "gente como a gente" ao deitar no palco ao lado de Jessica Chastain para assistir às cenas exibidas. 

Ela contou que se sentiu poderosa ao gravar o novo filme. "Amo fazer a Fênix. É o papel mais desafiador e empoderador que já fiz. Descobri muitas coisas sobre mim mesma, como a Jean. E fazer a Fênix é muito legal, muito legal". 

Sophie adiantou que o tom de "Fênix Negra" será "muito diferente" dos outros filmes da franquia X-Men. "É o filme em que ela finalmente se dá conta do dor dentro dela, e tem de lidar com a força cósmica que entra nela. É quando ela se torna a Fênix. Esse filme é sobre abandono, confusão, sobre tentar encontrar um lar em um mundo onde ela não se encaixa".

A identidade da personagem de Jessica Chastain ainda é um completo mistério, mas a atriz deu um gostinho do que vem por aí. "Tem muito mistério em volta dela, e por um bom motivo. Ela é muito poderosa e encoraja Jean a abraçar seu poder. Eu luto contra todos os X-Men no filme e sou muito durona."

Ainda segundo Jessica, as mulheres são os destaques do longa. "Eu amo ver mulheres detonando. Muitas pessoas brincaram que somos as X-Women. Talvez não a minha personagem, mas o filme é centrado nas mulheres, e acho que isso é bom". 

O diretor Simon Kinberg concordou: "As mulheres mais fortes dos quadrinhos estão nos X-Men e isso é muito sentido no nosso filme, especialmente porque temos duas atrizes incríveis e fortes". 

Elogios

Durante o painel, Sophie Turner foi elogiadíssima tanto pelo diretor Simon Kinberg quanto pela colega Jessica Chastain. "Ela fez um trabalho incrível", disse o cineasta. "Falamos sobre esquizofrenia e distúrbios de dissociação de personalidade, ela andava com fones para ouvir vozes e entender como seria a telepatia de Jean. Ela trabalhava à noite e aos fins de semana, entre filmagens. Foi incrível assistir a isso".

Já Jessica destacou a personalidade divertida da colega: "Ela é incrível, ela é muito séria. Mas no momento em que a câmera parava, ela fazia dancinhas e piadas. Foi muito divertido".

Já Sophie disse que está confiante de que os fãs dos quadrinhos irão aprovar "Fênix Negra". "Foi muita pressão, mas amo o que Simon fez. Mesmo sem os elementos fantásticos, seria um filme incrível. Estou muito animada por mergulhar na psique da Jean. Essa garota é problemática. Quero fazer os fãs felizes, porque sei que é uma história muito querida. E acho que deu certo".