PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Produtor questiona ética da NBC por ter negado reportagem sobre Weinstein

Matéria na The New Yorker foi estopim de denúncias contra Harvey Weinstein - Eduardo Munoz Alvarez/AFP
Matéria na The New Yorker foi estopim de denúncias contra Harvey Weinstein Imagem: Eduardo Munoz Alvarez/AFP

Osmar Portilho

Colaboração para o UOL

31/08/2018 08h58

Rich McHugh, um veterano produtor que trabalhou na NBC, questionou a integridade jornalística do canal americano após o desenrolar das acusações de abuso sexual de Harvey Weinstein. Antes da explosiva matéria do repórter Ronan Farrow ser publicada em texto na revista The New Yorker, a investigação foi realizada por oito meses com apoio da NBC. De acordo com o produtor, que já deixou a emissora, executivos do canal de TV pediram que eles "deixassem a história de lado".

"Em um ponto crítico da nossa reportagem sobre Harvey Weinstein, nós íamos entrevistar uma mulher com um depoimento que o acusava de estupro. Eles me disseram para não fazer a entrevista e ordenaram que eu deixasse para lá. Isso mataria a história", disse o produtor McHugh em comunicado.

Leia mais:

Do lado de lá, a NBC nega as acusações e explica sua postura. "Em agosto de 2017, após a NBC News contratar Ronan Farrow para investigar Weinstein e apoiá-lo por oito meses, ele acreditava que sua reportagem estava pronta para ser exibida. A NBC não concordava porque, infelizmente, não havia nenhuma vítima -- ou testemunha -- determinada a ser identificada", diz o texto enviado pela emissora para a CNN.

Ronan Farrow - Getty Images - Getty Images
Ronan Farrow estava fazendo matéria para NBC, mas acabou publicando história na The New Yorker
Imagem: Getty Images

Neste ponto, Farrow decidiu transformar sua reportagem em um texto publicado na The New Yorker meses depois. "Ele escolheu levar sua história para um veículo impresso para publicá-la imediatamente. A NBC disse que 'não o impediria'", continua o texto da emissora americana.

A defesa da NBC ainda afirma que os nomes de Asia Argento, Mira Sorvino, Rosana Arquette, Lucia Evans, Emma de Caunes, Jessica Barth e Sophie Dix, citados na The New Yorker, não estavam na matéria da NBC  News.

O ex-produtor questionou a desistência de uma reportagem tão importante. "Algo devia estar acontecendo. Como jornalista há 16 anos, eu sei que quando você tem uma história explosiva na mão você não deixa ela sair pela porta".

Autor da matéria, Farrow está trabalhando no livro "Catch and Kill", que narrará os bastidores da reportagem, mas não comentou as alegações do ex-produtor.

Entretenimento