Topo

Shawn Mendes revela mico que pagou com Dave Grohl e conselhos de Ed Sheeran

Peggy Sirota/Variety
Shawn Mendes em ensaio de capa para a "Variety" Imagem: Peggy Sirota/Variety

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

28/08/2018 15h53

Shawn Mendes estampa uma das três capas da edição jovem da "Variety", lançada nesta terça-feira (28).

Revisitando sua curta e bem-sucedida carreira, o cantor de 20 anos revelou algumas curiosidades à revista. O tombo que ele levou durante um show em julho no Canadá, por exemplo, foi classificado como o mais constrangedor momento de sua carreira. Isso porque ele estava em casa, tocando para 80 mil pessoas e com uma presença para lá de ilustre assistindo tudo em cima do palco: Dave Grohl.

Além de ter presenciado o maior mico da carreira do jovem fenômeno canadense, o ex-baterista do Nirvana e atual líder do Foo Fighters também foi o responsável por um dos maiores elogios que Shawn Mendes diz já ter recebido. Enquanto o Foo Fighters se apresentava no mesmo palco em que Shawn havia caído, Dave Grohl fez questão de falar sobre o show que tinha visto no dia anterior. "O Shawn Mendes é um grande fdp. Sabe por quê? Porque ele me tocou [com sua música]", declarou o veterano.

"É a coisa mais incrível que alguém já disse sobre mim", admite Shawn Mendes. Sobre o tombo, ele recorda do momento de êxtase. "Eu estava muito empolgado e não me liguei como era alto o lugar de onde eu estava pulando. E o Dave Grohl estava ali na lateral do palco vendo tudo." Tanto o vídeo da queda como o elogio de Dave Grohl ao público do Foo Fighters estão sempre na tela do celular de Shawn Mendes. 

Mas nem só de micos e glórias sobrevive o jovem astro do pop. Elogiado pelo último álbum - que leva seu nome e mostra uma fase musicalmente mais madura - Shawn diz estar bastante focado em tocar e levar sua música para o mundo todo. O Brasil já recebeu o canadense em duas ocasiões. Em 2017, no Rock in Rio, quando ele tocou para a maior plateia de sua vida. E em julho passado, no VillaMix Goiânia, quando ele encerrou o festival e revelou a vontade de fazer uma parceria com Kevinho.

"Quero ir até meu limite e fazer o máximo de shows e escrever o maior número de músicas que que puder. Como se eu pudesse voar ao redor do mundo 10 mil vezes em um ano", declara empolgado. Tanta empolgação tem a ver não só com sua juventude, mas também com os conselhos que ouviu de um de seus ídolos, o britânico Ed Sheeran.

"Ed me disse para nunca dizer não. 'Você pode ir a todas as rádios da América?', ele disse. E sempre que eu ia em uma rádio lá estava uma foto autografada dele, o que fazia com que eu me lembrasse que estava no caminho certo."

Os resultados do esforço aparecem em números e convites irrecusáveis. Seus três álbuns chegaram ao topo das paradas da Billboard, com 3 das músicas entre as 10 mais tocadas. Shawn Mendes também contabiliza mais de 15 bilhões de streamings com suas canções.

Além de tocar para o maior público de sua vida no Rock in Rio, ele já se lotou casas como o Madison Square Garden, em Nova York, e a O2 Arena, em Londres. E chegou a tocar até no aniversário da Rainha Elizabeth, em abril. E há uma semana fez chover no palco do VMA, premiação da MTV que aconteceu no Radio City Music Hall.

Mais Pop