Topo

Filmes e séries


"A ficha ainda vai cair", diz Jim Parsons sobre fim de "The Big Bang Theory"

Reprodução
Amy (Mayim Bialik) e Sheldon (Jim Parsons) em cena de "The Big Bang Theory" Imagem: Reprodução

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

23/08/2018 15h36

Após o anúncio oficial do fim da série "The Big Bang Theory”, divulgado nesta quarta (22), o ator Jim Parsons, intérprete do carismático Sheldon Cooper, redigiu uma longa carta aberta agradecendo ao elenco, equipe e telespectadores pela parceria de 12 anos na série, uma das mais bem-sucedidas sitcoms de sua época.

Nas palavras do ator, que fez questão de exaltar o trabalho dos roteiristas do programa, a ficha da notícia ainda não caiu, o que provavelmente acontecerá quando terminar as filmagens da última temporada, que já começaram. O 12º e último ano da comédia estreia no dia 24 de setembro. O episódio final deve ir ao ar no início de 2019.

Leia também:

"Vou sentir saudade de todos vocês, mais do que eu consigo dizer e mais do que eu posso compreender neste momento", escreveu Jim Parsons em texto compartilhado no Instagram.

Vale lembrar que, segundo a revista a "Entertainment Weekly", o principal motivo do fim de "The Big Bang Theory" foi a vontade de Parsons de explorar novas possibilidades na carreira. Ganhando US$ 1 milhão por episódio, mais parcela dos lucros da série, ele chegou a negociar com a CBS um contrato que estenderia a sitcom por mais dois anos, mas acabou não assinando o acordo.

Veja abaixo, na íntegra, a mensagem divulgada pelo ator nas redes sociais.

É difícil (quase impossível, na verdade) aceitar que essa [veja acima] é uma foto do primeiro dos 24 episódios finais de “The Big Bang Theory”. Tenho muita sorte de ter outros 23 episódios para fazer nesta temporada, porque tenho esperança de que, assim como para todo mundo, a ficha ainda cairá para mim. Além disso, me sinto grato e gratidão não leva tempo para perceber.

Esse sentimento de gratidão está sempre comigo, mas ele foi multiplicado no momento em que a temporada final foi anunciada. Sinto gratidão intensa por nossos devotos telespectadores, que são a o motivo real de termos explorado esses personagens por 12 anos das nossas vidas.

Sinto gratidão por nossa equipe muitos estão conosco desde o início—, que são as pessoas que trazem um sentido de estabilidade e dependência, que são tão calorosas e legais e sempre prontas para dizer ´olá´ e sorrir toda vez que entramos no set. As pessoas que, apesar de vocês não verem na TV, são de muitas formas o coração que mantém tudo isso vivo e respirando enquanto nós, agitando nossos braços e pernas, agimos como bobos tentando fazer alguém sorrir.

Eu sou grato a todos os roteiristas do programa, àqueles que estão conosco e àqueles que partiram, porque, sem eles, não existiria “The Big Bang Theory”. Os roteiristas pensaram esse programa. Os roteiristas criaram esses personagens. Os roteiristas encontram caminhos para deixar tudo orgânico e divertido, e manter essa série funcionando é uma tarefa muito mais desafiadora do que eles jamais vão entender.

Sei que eles já sabem, e isso soa repetitivo, mas sou imensamente grato ao elenco da foto e ao elenco que não está nela, tanto os que estiveram em uma só cena quanto os que estrelaram muitos episódios. Vocês são meus parceiros pelos quais me apaixonei e que se tornaram parte da minha vida dentro e fora do set.

Vocês são meus parceiros até quando não temos vontade de atuar, mas precisamos porque é nosso trabalho entrar em cena e fingir que somos esses personagens e olhamos uns para os outros e dizemos o texto e terminamos criando essa estranha realidade alternativa, que enriqueceu minha vida mais do que um dia irei compreender. Vou sentir saudade de todos vocês, mais do que eu consigo dizer e mais do que eu posso compreender neste momento.