PUBLICIDADE
Topo

Gravidade da overdose deixou Demi Lovato perto da morte, diz site

Iwi Onodera/Brazil News
Imagem: Iwi Onodera/Brazil News

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

27/07/2018 08h37

A gravidade da overdose sofrida por Demi Lovato deixou a cantora próxima da morte, de acordo com uma fonte ouvida pelo site "TMZ". Segundo a pessoa, não identificada, o socorro prestado à cantora foi em momento crucial.

"Ela podia ter morrido", disse uma pessoa que estava próxima da situação, explicando que o chamado pelo serviço de emergência e a chegada dos socorristas prontamente foi importante no caso. Demi foi achada inconsciente, em sua cama, às 11h30 da manhã da última terça-feira. Ela teria passado a noite curtindo uma festa em sua casa.

Ainda não se sabe o que causou a overdose. A princípio falou-se em heroína, mas a informação foi desmentida. Demi foi medicada com Narcan, geralmente usado para rebater os efeitos de opióides. Demi e sua equipe se recusaram a dizer o que foi usado pela cantora.

A ligação

A ligação de emergência para socorrer Demi Lovato foi divulgada pelo "TMZ" na quinta-feira. "Você está com o paciente?", questiona o atendente na gravação. "Eu estava, estou no andar debaixo agora. Tem algumas pessoas com ela. A gente só precisa de alguém aqui", pede uma mulher.

Na sequência, o telefonista afirma. "Vocês ouvirão as sirenes logo mais". A mulher, que aparece calma na gravação, pede para que o veículo não faça nenhum alarde. "Sem sirenes, por favor, certo?".

Demi segue hospitalizada, mas um comunicado na terça-feira dizia que ela está consciente e responsiva.