PUBLICIDADE
Topo

Acidente de Tom Cruise aumentou (e muito) o custo do novo "Missão: Impossível"

Cena do filme "Missão: Impossível - Efeito Fallout" - Divulgação
Cena do filme "Missão: Impossível - Efeito Fallout" Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

25/07/2018 11h32

"Missão: Impossível - Efeito Fallout" se tornou o filme mais caro da história da franquia, e tudo por causa do acidente de Tom Cruise durante as gravações. Com o tornozelo do ator quebrado, a produção teve de ficar parada por oito semanas, o que elevou significativamente seus custos, de acordo com a revista "The Hollywood Reporter".

A publicação relata que o orçamento do filme foi estimado em US$ 250 milhões. O valor real, porém, estaria na casa dos US$ 180 milhões, já que boa parte dos gastos referentes ao acidente de Cruise foi coberto pelo seguro.

Leia também

Poderia ser pior. Ao contrário de muitas produções com problemas semelhantes, "Fallout" não teve que realizar refilmagens, a própria cena em que Cruise se machucou entrou no corte final do longa. O maior custo veio dos gastos para manter os funcionários contratados por oito semanas adicionais, a fim de evitar que eles fossem trabalhar em outros projetos.

A expectativa é que o orçamento maior coloque mais pressão para que o sexto "Missão: Impossível" tenha um bom desempenho nas bilheterias. Seus antecessores, "Protocolo Fantasma" (2011) e "Nação Secreta" (2015), arrecadaram, respectivamente, US$ 694 milhões e US$ 682 milhões ao redor do mundo.

"Missão: Impossível - Efeito Fallout" estreia no Brasil nesta quinta-feira (26) e tem sido elogiado pela crítica especializada internacional.