Topo

Música

Gene Simmons, do Kiss, faz acordo com jornalista que o acusou de apalpá-la

Wenn/Frame/Folhapress
Imagem: Wenn/Frame/Folhapress

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

10/07/2018 08h24

Um dos líderes do Kiss, Gene Simmons fez um acordo após ser processado por assédio sexual por uma jornalista. Ele foi acusado de apalpar esta mulher, que permanece sob anonimato, além de fazer flertes indesejados durante uma entrevista.

No processo que corria na justiça dos Estados Unidos, ele respondia por assédio, violência de gênero, maus tratos e agressão contra a apresentadora de rádio e TV.

Segundo a revista "Billboard", ambas partes entraram em acordo no começo de julho, anunciaram a decisão à corte de Los Angeles e terão de submeter à justiça um pedido para que o caso seja encerrado. Os detalhes não foram divulgados.

Simmons, de 68 anos, foi acusado formalmente em dezembro, por conta de uma entrevista concedida em 1º de novembro em um cassino na Califórnia.

LEIA TAMBÉM

A apresentadora diz que Simmons repetidamente tentou pegar em suas mãos e as colocou em seu joelho. Além disso, segurou-a pelo pescoço. O baixista e vocalista do Kiss ainda teria tocado no bumbum da jornalista e feito comentários de cunho sexual no momento da entrevista.

"Ela o processou pois queria dar um recado claro de que este comportamento é inaceitável e que ela não quer mais ver este tipo de comportamento", disse a defesa.

Em paralelo ao processo, Simmons lançou recentemente um box luxuoso, chamado "Vault", com dez CDs e mais de 150 músicas que abrangem toda a carreira do músico. O kit ainda inclui um livro, um bonequinho e outras particularidades.