Topo

Virada Cultural

Frateschi evoca Renato Russo e grita "Fora, fascistas" em show da Legião

Mariana Pekin/UOL
Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá recebem André Frateschi nos vocais para reviver os anos da Legião Urbana Imagem: Mariana Pekin/UOL

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

20/05/2018 17h35

Uma multidão de súditos de Renato Russo lotou a avenida São João para assistir ao show da Legião Urbana, encerrando o palco Discos Completos da Virada Cultural, na tarde deste domingo (20). Visivelmente, foi um dos maiores públicos desta edição do evento.

Sob gritos de "começa logo" dos fãs mais ansiosos, a apresentação começou com dez minutos de atraso compensados com a primeira música da setlist, "Será", que abre o álbum de estreia da Legião, de 1985. O público pulou tanto que as grades de proteção se deslocaram durante o show.

Leia mais

O ator e cantor André Frateschi, vocalista da Legião na turnê "XXX Anos", fez as vezes de Renato Russo e se contorceu no palco, transformando os vocais em um show à parte. Em "Soldados", ele chegou a cair propositalmente no palco e o segurança, sem ver a performance, perguntou se estava tudo bem.

O guitarrista Dado Villa-Lobos e o baterista Marcelo Bonfá dividiram os vocais com Frateschi em "A Dança", "O Reggae" e "Ainda É Cedo", primeiro hit da Legião. O disco só não foi tocado na íntegra porque a banda pulou "Perdidos no Espaço" e foi direto para "Geração Coca-Cola"

"Viva Renato Russo!", gritou Frateschi, para delírio dos súditos da Legião. No encerramento, ele deixou para o público cantar a última música do disco, "Por Enquanto", e emendou com "Heroes", de David Bowie. Alguns fãs mais jovens interpretaram a versão de Cassia Eller, mais conhecida.

A banda tocou o primeiro álbum em menos de 40 minutos e tinha tempo de sobra para relembrar outros sucessos. "Temos que entregar o palco em breve, considerem como um bis", disse Dado Villa-Lobos antes de cantar "Tempo Perdido". "Faroeste Cabloclo", música de nove minutos, foi cantada a plenos pulmões pela multidão, como um hino, em um dos momentos catárticos do show.

O show de uma hora terminou com "Que País É Esse?", composta por Renato Russo em 1978. André Frateschi aproveitou o hino político e protestou contra a onda conservadora, o ódio e a intolerância: "Fora, fascistas! Fora, fascistas!". O vocalista ainda se cobriu com uma bandeira gigante com a foto dos quatro integrantes originais da Legião (Renato Russo, Dado Villa-Lobos, Marcelo Bonfá e Renato Rocha) e foi ovacionado.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!