Topo

Filmes e séries


Filme sobre Edir Macedo se torna a maior bilheteria do cinema brasileiro

Divulgação
Petrônio Gontijo e Day Mesquita em cena de "Nada a Perder" Imagem: Divulgação

Tiago Dias

Do UOL, em São Paulo

07/05/2018 12h12

Edir Macedo conseguiu milagre maior e desbancou o próprio Moisés na disputa para se tornar recordista do cinema nacional. Cinebiografia do bispo fundador da igreja Universal, “Nada a Perder” é, desde sexta-feira (4), o filme de maior bilheteria nacional de todos os tempos, segundo a ComScore, empresa que monitora as bilheterias. Até domingo, o filme dirigido por Alexandre Avancini somava 11.446.075 de ingressos vendidos.

Assim, o braço cinematográfico da Record – e consequentemente da igreja – bateu o próprio recorde. Em 2016, a versão da novela bíblica “Os Dez Mandamentos”, também de Avancini, fez história e ultrapassou o líder “Tropa de Elite 2” com 11.183.219 de ingressos vendidos. A glória não foi conquistada sem polêmica. O blockbuster estreou com lugares vazios em salas tidas como lotadas.

A dobradinha no topo da lista era a grande meta da Record, que não se privou de usar uma verdadeira estratégia de guerra para alcançar o paraíso dos filmes brasileiros assistidos da história, onde moram desde clássicos como “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (1976) a comédias como “Minha Mãe é Uma Peça 2” (2016).

A campanha envolveu não apenas o braço jornalístico da Record como toda a programação da emissora, que dispensou seu elenco para falar sobre o filme. O resultado foi uma produção que já somava 4 milhões de ingressos vendidos antes mesmo da estreia.

O UOL apurou que membros da igreja têm anunciado nas redes sociais ingressos com direito a transporte gratuito até a sala de cinema, levantando a suspeita de que a própria Universal estaria "esgotando" sessões para distribuição, o que sempre foi desmentido pela igreja. 

Semanas antes da estreia, a Universal divulgou um texto alertando seus fiéis de que a mídia usaria de "fake news" para prejudicar o lançamento do filme. O comunicado diz: “A mídia, os produtores e promotores destas fake news tentarão, de todas as formas, espalhar que o êxito do filme foi manipulado, que os ingressos teriam sido comprados pela Universal e distribuídos aos fiéis. É mentira! O que existe é a mobilização espontânea de grupos e de membros da Universal, que se organizaram para que o maior número de pessoas tenha chance de assistir ao filme."

Assim como seu antecessor, nem todas as salas “esgotadas” de “Nada a Perder” encheram completamente. A reportagem acompanhou uma das primeiras exibições no dia da estreia, no Shopping Frei Caneca, região central de São Paulo. A sessão, que tinha 172 ingressos vendidos, foi vista por 76 pessoas na sala.

Divulgação
Filmagens de "Nada a Perder" em Soweto, na África do Sul Imagem: Divulgação

Expansão internacional

A estratégia deve se repetir, salvo as devidas proporções, no mercado internacional. Presente em mais de cem países, a igreja aposta em uma distribuição sem precedente.

Países da América Central receberam o filme na semana passada e há grande expectativa para a estreia nos Estados Unidos na sexta-feira (11). Na semana seguinte, é a vez do Reino Unido e, ainda esse mês, o longa chega a Trinidad & Tobago, Antigua, Santa Lucia, Aruba, Curaçao, St. Croix, Guyana, República Dominicana e Porto Rico.

A expansão internacional da igreja será abordada na sequência do filme. Sim, “Nada a Perder” terá sua “Parte 2” com estreia prevista para abril de 2019 e a mesma meta de bater o recorde do recorde.

Os dez filmes com maior bilheteria do cinema nacional

1 Nada a Perder (2018)

2 Os Dez Mandamentos - O Filme (2016)

3 Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro (2010)

4 Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976)

5 Minha Mãe É Uma Peça 2 (2016)

6 A Dama do Lotação (1978) 

7 Se Eu Fosse Você 2 (2009)

8 O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão (1977)

9 Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia (1977)

10 2 Filhos de Francisco (2005)