Topo

Filmes e séries

Em duas semanas, "Nada a Perder" faz R$ 51 milhões em bilheterias no Brasil

Divulgação
Petrônio e Day Mesquita em cena de "Nada a Perder" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

09/04/2018 14h57

Duas semanas após a estreia, a cinebiografia do bispo Edir Macedo, "Nada a Perder" arrecadou R$ 51,2 milhões e vendeu 4,6 milhões de ingressos. O filme, no entanto, não bateu "Pantera Negra", que está há oito semanas em cartaz e já arrecadou R$ 117,6 milhões e levou 7,1 milhões de pessoas aos cinemas.

O filme "Um Lugar Silencioso" estreou em 2º lugar, seguido por "Jogador Nº1". A lista segue com "Os Farofeiros" em 4º e "Com Amor, Simon", em 5º. A animação "Pedro Coelho" ocupou a 6ª colocação, "Pantera Negra" em 7º, "Circulo de Fogo: A Revolta", em 8º, "O Homem das Cavernas", em 9º e "Covil de Ladrões" em 10º.

O aparente sucesso de "Nada a Perder", no entanto, esconde uma incomum venda de ingressos. De acordo com reportagens do UOL e da Folha de S.Paulo, pastores e obreiros da Igreja Universal do Reino de Deus compraram lotes de ingressos que posteriormente seriam distribuídos para pessoas carentes.

Leia também:

O que se verificou nas salas de projeção, no entanto, foi uma discrepância entre o número de ingressos vendidos e a quantidade de pessoas que efetivamente foram ao cinema. Desta forma, embora os números inflados, é impossível saber exatamente quantas pessoas, de fato, assistiram "Nada a Perder".

O filme estreou em 1.108 salas, cerca de 1/3 de todo o circuito nacional e antes mesmo da estreia já tinham sido vendidos cerca de 4 milhões de ingressos. Membros da igreja anunciaram publicamente nas redes sociais a distribuição de tickets, com direito a transporte gratuito até a sala de semana.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!