Topo

Filmes e séries

Ao custo de US$ 17 mi, "Um Lugar Silencioso" fatura US$ 50 mi só na estreia

Jonny Cournoyer/AP
John Krasinski dirige Emily Blunt em cena de "Um Lugar Silêncioso" Imagem: Jonny Cournoyer/AP

Do UOL, em São Paulo

08/04/2018 13h19

Novo fenômeno do terror? Por enquanto, sim. "Um Lugar Silencioso" arrecadou US$ 50 milhões só no seu final de semana de estreia na América do Norte, informa o The Wrap. Detalhe: o filme, considerado de baixo orçamento, custou "apenas" US$ 17 milhões para ser feito.

Para efeito de comparação, "Corra!", a sensação do terror do ano passado e que faturou até um Oscar fez uma bilheteria de US$ 33 milhões no final de semana de estreia, em fevereiro de 2017. Apesar de enredos bem diferentes, o filme de Jordan Peele pode ser comparado a "Um Lugar Silencioso" por sua aura indie - que foge de clichês do gênero - e a aposta no terror psicológico.

No filme dirigido e protagonizado por John Krasinski, o mundo inteiro enfrenta uma situação complicada: a população está ameaçada se fizer qualquer barulho --qualquer mesmo. A quietude deve ser mantida com rigor, e todos já estão preparados para os novos tempos: há areia no chão para diminuir os ruídos dos passos e a linguagem de sinais foi introduzida para melhor se comunicarem.

Leia também

Os US$ 50 milhões do fim de semana ficaram acima da expectativa, de US$ 35 milhões, que já era considerada bastante positiva por causa do burburinho das críticas, que classificaram o filme com notas bem generosas. 

No Brasil, o filme também estreou na quinta-feira (5), mas os números oficiais da bilheteria de fim de semana só são divulgados na segunda-feira. Por aqui, no entanto, o terror também deve liderar, já que não concorria com nenhum candidato de peso estreando simultaneamente.

O número traz mais um recorde surpreendente para o "filme de terror B". A segunda melhor abertura do ano na América do Norte. "Um Lugar Silencioso" ficou atrás apenas do fenômeno "Pantera Negra", que abriu com impressionantes US$ 202 milhões.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!