Livros e HQs

Mathieu Lindon fala sobre experiências com LSD em apartamento de Foucault

Do UOL, em São Paulo

31/07/2014 23h18

O autor francês Mathieu Lindon participou nesta quinta (31) junto do brasileiro Silviano Santiago do painel "Porque era ele, porque era eu" durante a Festa Literária de Paraty, a FLIP.

Lindon, ator de "O que Amar quer dizer" falou sobre a amizade que surgiu com Michel Foucault, incluído como personagem de seu livro, falou como a amizade floresceu entre ele e Foucault durante os seis últimos anos de vida do filósofo francês, que morreu em 1984. Além de discutir como Foucault ceidia generosamente seu apartamento para que Mathieu e seus amigos fizessem "experiências" com ópio e LSD.

"Tínhamos projetores para assistir filmes, conseguimos ópio para diminuir o efeito do ácido e Michel emprestava o apartamento para que vivesse lá com outros amigos e fizesse essas experiencias", contou. "Uma vez ele voltou antes nós eramos tanto que ele não conseguiu passar a noite no próprio apartamento. Ele foi na casa de um vizinho e emprestou de novo o apartamento depois".

O mediador Paulo Roberto Pires também lembrou a forma preconceituosa como se referiam a Lindon: "Ele é gay, drogado e amigo de Michel Foucault", apontando semelhanças entre a sociedade supostamente mais aberta da Paris dos anos 1970 com a da Belo Horizonte rural da década de 1950, cenário do livro de Silviano Santiago "Mil Rosas Roubadas".

Personagens homossexuais na literatura nacional

Os dois autores também falaram sobre a suposta falta de personagens homossexuais na literatura nacional, mas disseram que o maior problema não é nos escritores, mas nos leitores. Santiago lembrou de exemplos. "Temos o relacionamento entre Pombinha em Leonie em 'O Cortiço', agora que os professores não queiram ler essas páginas não é problema de falta de representação", disse.

"'O Ateneu', outro exemplo, não é dado na escolas e quando é fala-se do colégio interno, como seria uma imagem de Dom Pedro. 'Bom Crioulo' é sobre o relacionamento entre dois marinheiros. Temos romances ricos sobre o tema, mas ignorados. Precisamos na verdade de bons leitores, mais do que de representação".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
DW
Página Cinco
Da Redação
Da Redação
Página Cinco
Roberto Sadovski
Página Cinco
EFE
Página Cinco
EFE
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
BBC
BBC
Página Cinco
UOL Música
Página Cinco
do UOL
UOL Jogos
EFE
Página Cinco
AFP
Página Cinco
do UOL
UOL Jogos
EFE
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
EFE
AFP
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Topo