Entretenimento

Saúde de Cleyde Yáconis "se deteriorou" com a morte de Walmor Chagas, diz sobrinho-neto da atriz

Thiago Azanha

Do UOL, em Cajamar

16/04/2013 13h25

O suicídio de Walmor Chagas, em janeiro deste ano, deixou a atriz Cleyde Yáconis "muito triste e decepcionada", causando mais problemas à sua saúde, segundo Guilherme Becker, neto de Cacilda Becker, com quem Walmor foi casado.

"O estado de saúde dela se deteriorou", disse Becker ao UOL durante o velório da tia-avó no distrito de Jordanésia, em Cajamar, região metropolitana de São Paulo, na manhã desta terça-feira (16). Cleyde será sepultada às 17h40 no cemitério da cidade.

Walmor Chagas morreu em sua casa em Guaratinguetá, no interior de São Paulo com um tiro na cabeça. Cleyde estava internada desde outubro de 2012 no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

"Perdemos a maior atriz brasileira. Ela trabalhou a vida inteira. Colaborou para a cultura do país. Participou com a minha vó, a Cacilda [Becker, irmã de Cleyde], para ajudar o teatro. Espero que o Brasil receba outras Cleydes", disse o sobrinho-neto, que é cineasta e já trabalhou com a tia na televisão e no teatro. Ele disse ainda que pretende fazer uma peça em homenagem a Cleyde e Cacilda.

A costureira Edleusa Magalhães, vizinha de Cleyde há 30 anos, contou que a atriz costumava fazer doce de jabuticaba, cultivada no pomar de sua casa.  

"Ela sempre me pedia para ajustar as roupas dela. Vinha aqui e casa e ficávamos conversando e dando risada. Ela tinha muito bom humor. Apesar disto não gostava de ser assediada", afirmou Edleusa.

Amigos e colegas de teatro de Cleyde, como o figurinista Fabio Namatami, estiveram no local. "A Cleyde foi a artista mais profissional que conheci. Ela não tinha vaidades, só nos palcos, diferentemente de sua irmã Cacilda, que era bastante vaidosa. Cleyde era uma diva nos palcos e agregou um valor importante para o teatro", disse.

Cleyde morreu na segunda, em São Paulo, aos 89 anos. Ela estava internada desde outubro de 2012 no hospital Sírio Libanês, na capital paulista, após sofrer uma isquemia. Uma de suas últimas aparições na TV foi na novela "Passione" (2010), da Rede Globo, como a rabugenta Brígida Gouveia.

O hospital divulgou nota de falecimento, assinada pelo diretor clínico Dr. Paulo Cesar Ayroza Galvão. "A senhora Cleyde Becker Yaconis, 89 anos, faleceu na tarde desta segunda-feira, 15 de abril de 2013, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internada desde outubro de 2012."

Antes, em julho de 2010, a atriz sofreu uma queda e fraturou a cabeça do fêmur. Ela  passou por uma cirurgia no Hospital Barra D'Or, na Barra da Tijuca, no Rio, e ficou internada durante seis dias.

A notícia logo repercutiu no Twitter, onde vários amigos e colegas lamentaram o ocorrido. Elias Gleizer, que atuou com Yáconis em "Passione", ficou sabendo pelo telejornal. "Ela foi uma companheira de muitos e muitos anos. Nossa amizade é desde o TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), é fora de série", contou. 

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]


Carreira
Cleyde Becker Yáconis nasceu em 14 de novembro de 1923, em Pirassununga, interior de São Paulo. Foi sua irmã Cacilda Becker quem a levou a São Paulo, em 1950, para trabalhar no Teatro Brasileiro de Comédia. No TBC, atuou em peças como "Assim É se lhe Parece", "Maria Stuart", "Adorável Júlia" e "A Morte do Caixeiro Viajante", entre outras.

Ainda no teatro, fez participações marcantes como a prostituta Geni, de "Toda Nudez Será Castigada" e Jocasta, em "Édipo Rei", na qual contracenava com Paulo Autran. Por seu papel "Toda Nudez..." levou o prêmio Molière em de melhor atriz em 1965. Voltou a receber o mesmo prêmio em 1991 por "O Baile de Máscaras" e, em 1993, ganhou o prêmio Mambembe de melhor atriz por seu trabalho na peça "As Filhas de Lúcifer".

Cleyde entrou para a televisão em 1966 e atuou em novelas como "O Amor Tem Cara de Mulher" (1966), "Mulheres de Areia" (1973) e "Gaivotas" (1979). Na Globo, atuou em "Rainha da Sucata" (1990) - que está sendo reprisada no canal pago Viva -, "Vamp" (1991), "As Filhas da Mãe" (2001) e "Passione" (2010). Em 2006, teve uma passagem pela TV Record, atuando em "Cidadão Brasileiro".

Em 2003, teve o conjunto da obra celebrado com o Grande Prêmio da Crítica da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e também recebeu o Prêmio Nacional Jorge Amado de Literatura e Arte do Governo da Bahia. Dois anos depois, foi condecorada com a Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura.

CONHEÇA OS TRABALHOS DE CLEYDE YÁCONIS NA TV E NO TEATRO

NOVELASPEÇAS
1966 - O amor tem cara de mulher1950 - O Anjo de Pedra
1967 - Éramos Seis1950 - Pega-Fogo
1968 - A Muralha1951 - Seis Personagens a Procura de um Autor
1968 - Os Diabólicos1951 - Ralé
1969 - A menina do veleiro azul1953 - Assim É (Se lhe Parece)1953 - Assim É (Se lhe Parece)
1969 - Vidas em conflito1955 - Maria Stuart
1970 - Mais Forte que o Ódio1956 - Eurydice
1973 - Mulheres de Areia1957 - A Rainha e os Rebeldes
1974 - Os Inocentes1958 - O Santo e a Porca
1975 - Ovelha Negra1960 - O Pagador de Promessas
1976 - O Julgamento1961 - A Semente
1976 - Um Dia, o Amor1961 - A Escada
1978 - Aritana1962 - A Morte do Caixeiro Viajante
1979 - Gaivotas1962 - Yerma
1980 - Um homem muito especial1963 - Os Ossos do Barão
1981 - Floradas na Serra1964 - Vereda da Salvação
1981 - O fiel e a pedra1965 - Toda Nudez Será Castigada
1981 - O vento do mar aberto1966 - As Fúrias
1982 - Campeão1967 - O Fardão
1982 - Ninho da Serpente1967 - Édipo Rei
1984 - Meus Filhos, Minha Vida1970 - Medeia
1985 - Uma Esperança no Ar1972 - A Capital Federal
1990 - Rainha da Sucata1978 - Os Amantes
1991 - Vamp1980 - A Nonna
1993 - Olho no Olho1982 - O Jardim das Cerejeiras
1993 - Sex Appeal1989 - A Cerimônia do Adeus
1997 - Os Ossos do Barão1991 - O Baile de Máscaras
1998 - Torre de Babel1993 - As Filhas de Lúcifer
2001 - As Filhas da Mãe1995 - Péricles, o Príncipe de Tiro
2004 - Um Só Coração2002 - Longa Jornada Noite A Dentro
2006 - Cidadão Brasileiro2005 - Cinema Eden
2007 - Eterna Magia2006 - A Louca de Chaillot
2010 - Passione2008 - O Caminho para Meca
 2012 - Elas Não Gostam de Apanhar

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo