Topo

Entretenimento

Morre o poeta e escritor Lêdo Ivo, aos 88 anos

EFE
O escritor e poeta alagoano Lêdo em foto de outubro de 2011 Imagem: EFE

Do UOL, em São Paulo

23/12/2012 12h10

O escritor e poeta Lêdo Ivo morreu na madrugada deste domingo (23), aos 88 anos, na cidade espanhola de Sevilha, segundo informou a Academia Brasileira de Letras. Lêdo foi vítima de um infarto às 2h e morreu nos braços do filho, o artista plástico Gonçalo Ivo, que vive em Paris  e o acompanhava na visita a Sevilha. O corpo do acadêmico será cremado na Europa, e as cinzas levadas ao Rio de Janeiro.

Lêdo Ivo sofria de câncer de próstata e passou mal durante um jantar. Ele chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu e morreu no caminho. "Ele estava na cidade de férias, onde ia passar o Natal com alguns familiares e retornaria na próxima semana a Maceió para cumprir seus compromissos de trabalho", disse à EFE a sobrinha do escritor, Laudicéia Eurídice Ivo.

Segundo a sobrinha do escritor,  familiares e amigos estão se mobilizando para fazer uma missa no Rio de Janeiro e outra em Maceió. O governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho, decretou luto oficial de três dias.

"Lêdo Ivo é referência de sensibilidade poética e visão de mundo com o olhar do coração e da alma. Lêdo está no mesmo patamar que Aurélio Buarque de Holanda, Pontes de Miranda, Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz. Ele deixa um legado inestimável para a literatura brasileira. Estou decretando luto oficial no Estado por três dias. Meus sentimentos de pêsames aos seus familiares e amigos", escreveu o governador em sua página no Twitter.

Ao saber da morte, a presidente da ABL, Ana Maria Machado, determinou que a bandeira da Academia fosse hasteada a meio mastro, e convocou para  o dia 10 de janeiro uma sessão acadêmica extraordinária. "Lêdo Ivo gozava de uma vitalidade assombrosa para seus quase 90 anos e sua saúde frágil. Falava alto, gostava de comer bem, se esmerava em contar histórias divertidas", comentou ela.

Carreira
Natural de Maceió, Lêdo era o quinto ocupante da Cadeira nº 10 da ABL, eleito em 13 de novembro 1986, na sucessão de Orígenes Lessa. Ele foi casado com Maria Lêda Sarmento de Medeiros Ivo, que morreu em 2004, e com quem teve três filhos: Patrícia, Maria da Graça e Gonçalo.

Ele estreou na literatura em 1944 com o livro de poemas "As Imaginações", e no ano seguinte publicou "Ode e Elegia", com o qual ganhou o Prêmio Olavo Bilac. Seu romance de estréia, "As Alianças", foi publicado em 1947. Lêdo mudou-se para Paris no início de 1953 e voltou ao Brasil no ano seguinte para reiniciar suas atividades literárias e jornalísticas.

Ele escreveu cinco romances e 26 livros de poesia, o último publicado em 2008. Entre suas obras destacam-se "Ninho de Cobras", "A Noite Misteriosa", "Ode ao Crepúsculo" e "Confissões de um Poeta".

CITAÇÕES DE LÊDO IVO

O poeta não deve crer nos anjos, mas nas palavras que os criam.
O grande escritor não precisa ser nem muito inteligente nem muito culto. A inteligência e a cultura são contudo indispensáveis nos escritores menores.
A poesia é uma criação da cultura, mas esta deve permanecer invisível no poema
Nem sempre os grandes escritores são bons escritores
Na vida precisamos sempre usar máscaras, pois ninguém nos reconheceria se nos apresentássemos de rosto nu
Que eu mesmo, sendo humano, também passe mas que não morra nunca este momento em que eu me fiz de amor e de ventura.
Leitor: co-autor do texto

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento