Topo

Homenagem ao rapper Nipsey Hussle, morto no domingo, termina com 19 feridos

David McNew/Getty Images/AFP
Homenagem ao rapper teve confusão Imagem: David McNew/Getty Images/AFP

Em Los Angeles

2019-04-02T06:01:00

02/04/2019 06h01

Pelo menos 19 pessoas ficaram feridas ontem, em uma debandada durante a homenagem em Los Angeles (Estados Unidos) ao rapper Nipsey Hussle, que foi morto a tiros no domingo, segundo informações do Corpo de Bombeiros da Califórnia.

Dois desses feridos estão internados em estado crítico.

Centenas de pessoas foram homenagear Nipsey Hussle na Marathon Clothing, a loja de roupa do músico, na região de South Los Angeles, onde ele foi assassinado.

No entanto, o local do tributo se transformou em um caos quando várias pessoas começaram a fugir da região em correria, por volta das 20h (hora local).

No momento, as causas da confusão não estão claras, já que em primeiro lugar houve rumores de um tiroteio, mas a polícia negou essa informação no Twitter.

Reprodução
O rapper Nipsey Hussle Imagem: Reprodução

Segundo as autoridades, a maioria de feridos aconteceram por empurrões e pisões quando as pessoas fugiam do local.

Por outro lado, a polícia de Los Angeles divulgou ontem nas redes sociais imagens e informações de Eric Holder, suspeito do assassinato do artista e cujo paradeiro seque desconhecido.

Os investigadores asseguraram que Holder, de 29 anos, se aproximou do rapper por volta das 15h20 (hora local) do último domingo e disparou antes de fugir em um veículo que o aguardava.

O assassinato aconteceu cerca de 30 depois que o artista ter publicado em sua conta do Twitter que "ter inimigos fortes é uma bênção".

Por conta desses indícios, acredita-se que o assassinato do rapper possa estar relacionado com a violência de gangues.

Ermias Asghedom, o nome verdadeiro de Nipsey Hussle, nasceu em Los Angeles, em 1985, e ficou famoso na cena hip-hop da cidade californiana como um artista orgulhoso de suas origens de rua e ligado a uma facção do Crips, uma dos gangues mais famosas da cidade.

Nipsey Hussle lançou no ano passado seu álbum de estreia, "Victory Lap". Graças a este disco, foi indicado ao prêmio de melhor disco de rap na 61ª edição do Grammy.

Várias estrelas, como Rihanna ou Drake, lamentaram o assassinato de Nipsey Hussle, que tinha dois filhos e que era muito valorizado entre a comunidade negra pelo seu trabalho comunitário e social.

O rap americano, um mundo em que as mortes prematuras devidas à violência têm sido frequentes ao longo da sua história, sofreu no ano passado com os assassinatos de XXXTentacion e Jimmy Wopo.

Mais Rap gringo