PUBLICIDADE
Topo

Com dores no peito, Luis Fernando Verissimo é internado no RS

O escritor Luis Fernando Verissimo que esteve internado em novembro do ano passado com infecção generalizada - Folhapress
O escritor Luis Fernando Verissimo que esteve internado em novembro do ano passado com infecção generalizada Imagem: Folhapress

11/03/2013 16h53

O escritor Luis Fernando Verissimo voltou a ser internado no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Ele deu entrada na instituição na madrugada de sábado (9), com dores no peito.

De acordo com boletim médico divulgado nesta segunda-feira pelo hospital, Verissimo apresentou boa resposta ao tratamento e o quadro inicial já foi controlado. Ele recebeu alta do Centro de Terapia Intensiva (CTI) e se encontra agora internado no quarto.

O boletim acrescenta que os primeiros exames revelaram recuperação satisfatória da função cardíaca. E a previsão é de que esteja em condições de receber alta hospitalar em breve. O hospital vai divulgar um novo boletim na tarde de terça-feira.

Ao UOL, Pedro Veríssimo, filho do escritor, explicou que a internação aconteceu "só por precaução". "Ele teve uma angina, que é uma dor no peito infelizmente normal em cardíacos. Como ele nos deu aquele sustão no ano passado, a gente achou melhor ir para o hospital, mas não foi nada demais. Amanhã ele já deve voltar para casa", disse Pedro, acrescentando que o pai continua trabalhando, escrevendo para os jornais "O Estado de S. Paulo" e "Zero Hora".

Em 21 de novembro, Verissimo foi internado no Hospital Moinhos de Vento após uma infecção generalizada causada por vírus da gripe comum. Ele se sentiu mal após uma viagem a Araxá (MG) e Rio de Janeiro. Após a internação, o cronista chegou a ser sedado e precisou ser submetido à hemodiálise. Durante o período que esteve no CTI, ele também passou por um cateterismo cardíaco. Ele recebeu alta em 14 de dezembro.

Biografia

Verissimo, que é filho do também escritor Érico Verissimo  nasceu em Porto Alegre (RS) em 26 de setembro de 1936. Cronista do cotidiano, o escritor tem mais de 60 títulos publicados e é colunista dos jornais “O Globo”, “O Estado de São Paulo” e “Zero Hora”. Ele publicou seu livro mais recente, a coletânea de crônicas "Diálogos Impossíveis", em outubro de 2012.

Entrevistado pelo UOL antes de abrir a décima edição da Flip, no último mês de julho, o escritor, que é saxofonista desde a década de 1950, revelou planos de lançar mais um CD com sua banda Jazz 6, que é considerada "o menor sexteto do mundo" por contar apenas com cinco integrantes.