PUBLICIDADE
Topo

Entre o pop e o sertanejo, Luan Santana quer carreira internacional em 2018

Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

01/12/2017 04h00

Estrela da campanha global "#makethefuture", que estreia nesta sexta (1º) interpretando a música "On the Top of the World", da banda indie Imagine Dragons, e com dois videoclipes gravados recentemente na Colômbia, Luan Santana tem planos de iniciar a carreira internacional em 2018. 

Em conversa com a coluna, ele também falou sobre o rótulo de cantor pop ou sertanejo. "Não faço música pensando nisso", diz enfaticamente.

Embora os videoclipes de "Acertou a Mão" e "Check in", ambos gravados com produtor Gil Green, não tenham relação com seus novos projetos, o cantor pretende dar início ao sonho de levar sua música para fora do país no próximo ano.

A intenção é reunir uma equipe de bons produtores, buscar uma gravadora e representantes que auxiliem na projeção em terras estrangeiras.

Mesmo achando ser possível conquistar fãs em outros países com músicas em português, Luan tem como meta para 2018 cursar espanhol e aprimorar o inglês.

Na conversa, ele também comentou sobre sua surpresa ao lidar com o público do heavy metal, após estrelar este ano uma ação de marketing em que dizia estar abandonando o sertanejo para se dedicar ao gênero.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL