PUBLICIDADE
Topo

Sonza diz que pop brasileiro ainda é desvalorizado: 'Mudando aos poucos'

Mais Otalab
1 | 25
Siga o UOL no

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/08/2020 04h00

Uma das principais artistas brasileiras na atualidade, Luísa Sonza falou sobre o momento da música pop nacional em participação no "OtaLab" no UOL da última quinta-feira (20). A cantora disse que os artistas do país ainda não são valorizados como os internacionais, mas vê o cenário "mudando aos poucos".

"No geral, o brasileiro tem a cultura de dar muito mais valor para o que é de fora", disse.

"Acho que o que temos aqui é tão ou mais valioso do que o que tem fora. O Brasil é um país culturalmente muito forte, de todas as maneiras, não só no pop. Existe um pouco isso [de valorizar mais o que vem de fora], mas está mudando aos poucos. De um tempo para cá, a gente começou a entender a nossa riqueza e o quanto a gente é incrível. Temos o nosso jeito de fazer música que também é incrível", completou.

Sucesso? Ela quer mais

No topo das paradas com os hits "TOMA" e "BRABA", Sonza disse que ainda se surpreende com o sucesso que alcançou nos últimos anos. Ela, porém, espera realizar novos sonhos.

"Eu já realizei muita coisa que eu queria. Poder ser cantora e ter meu trabalho reconhecido. Só de eu poder viver do meu sonho, eu já sou muito grata. Tenho muita coisa ainda para conquistar, aprender e evoluir. Sou muito nova, tenho 22 anos só, estou no início de tudo. Nem acredito em tudo que vem acontecendo esse ano. É muito lindo ver o seu trabalho reconhecido", destacou.

Luta por diversidade

Na conversa com Otaviano Costa, a cantora destacou a importância de dar espaço para a diversidade —ela conta com uma backing vocal transsexual e uma negra em seus shows.

"Quando eu subo no palco, não é suficiente só eu estar lá em cima. Eu sou mulher, mas eu sou cis [cisgênero] e sou branca, então eu tenho muitos privilégios. No que eu puder dar voz para outras mulheres e outras pessoas que eu puder colocar em lugar de destaque, sempre que puder eu vou fazer. Sem nunca esquecer que, acima de tudo, são pessoas que eu amo muito e são muito talentosas", disse.

Cantando 'Evidências' na quarentena

O que fazer para passar o tempo durante a quarentena? Para Luísa Sonza, a solução é soltar a voz no caraoquê. A cantora disse que passa o dia cantando a música "Evidências", clássico da dupla Chitãozinho e Xororó.

"Nunca cantei tanto caraoquê na minha vida", contou em conversa com Otaviano Costa. "Passo o dia todo cantando Evidências, todas [as músicas] da Ivete. Foi o que eu mais fiz nessa quarentena", contou.