PUBLICIDADE
Topo

Diretores de Vingadores homenageiam Chadwick Boseman: Inspirou uma geração

23.abr.2018 - Chadwick Boseman chega para o lançamento de Vingadores: Guerra Infinita em Los Angeles, na Califórnia - Steve Granitz/WireImage/Getty Images
23.abr.2018 - Chadwick Boseman chega para o lançamento de Vingadores: Guerra Infinita em Los Angeles, na Califórnia Imagem: Steve Granitz/WireImage/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/08/2020 13h49Atualizada em 29/08/2020 14h35

Os irmãos Anthony e Joe Russo, diretores de "Vingadores: Guerra Infinita" e "Vingadores: Ultimato", lamentaram hoje a morte do ator Chadwick Boseman, 43, que interpretou o Pantera Negra no MCU (Universo Cinematográfico Marvel, em português).

"Chadwick era um homem muito elegante, íntegro e tremendamente talentoso. Ele inspirou toda uma geração a se levantar e ser rei. Nossa homenagem a ele é mostrando sua gentileza e amor ao próximo. Compartilhe seus talentos de um jeito que impacte. Sempre lute para ser a luz em meio à escuridão", escreveram os diretores nas redes sociais.

Além dos dois últimos filmes da franquia Vingadores, os irmãos Russo também dirigiram Boseman em sua estreia no papel do Pantera Negra, em "Capitão América: Guerra Civil".

O diretor James Gunn, dos filmes "Guardiões da Galáxia" do MCU, disse afirmou que mesmo lutando contra o câncer de cólon há anos, Boseman foi capaz de fazer grandes trabalhos no cinema.

"Tenho tido momentos difíceis refletindo sobre isso desde a noite passada. Não apenas que Chadwick morreu de câncer de cólon, mas que ele passou todo o tempo que eu o conheço, fez um trabalho incrível e viveu a vida durante esse período [em que lutava contra a doença]", disse Gunn no Twitter.

Chefes da Marvel lamentam morte

O presidente dos Estúdios Marvel, Kevin Feige, divulgou ontem uma nota lamentando a morte do ator. Ele também alterou sua foto no Twitter para uma imagem do Pantera Negra.

"A morte de Chadwick é absolutamente devastadora. Ele era nosso T'Challa, nosso Pantera Negra e nosso querido amigo. Cada vez que ele pisava no set de filmagem, ele irradiava carisma e alegria, e cada vez que ele aparecia na tela, ele criava algo verdadeiramente indelével. Ele incorporou muitas pessoas incríveis em seu trabalho, e ninguém era melhor em dar vida a grandes homens. Ele era tão inteligente, gentil, poderoso e forte quanto qualquer pessoa que interpretou. Agora ele ocupa seu lugar ao lado deles como um ícone para todos os tempos. A família Marvel Studios lamenta profundamente sua perda, e estamos de luto esta noite com sua família", disse Feige.

O co-presidente Louis D'esposito afirmou que rei T'Challa, de Pantera Negra, mostrou ao mundo o poder do bem e o significado de lealdade e amizade.

"Estamos devastados. A Marvel perdeu um verdadeiro super-herói e amigo, mas nossos corações estão inteiramente com a famiília de Chadwick. Ele era uma força singular que o rei T'Challa mostrou ao mundo o poder do bem e o significado de lealdade e amizade. Wakanda forever, meu amigo", escreveu D'esposito ems eu Twitter.