PUBLICIDADE
Topo

Na live de aniversário de Caetano Veloso, 'sextou' virou 'caetaneou'

Caetano fez a tão esperada apresentação para comemorar seu 78º aniversário - Reprodução
Caetano fez a tão esperada apresentação para comemorar seu 78º aniversário Imagem: Reprodução

Luiza Missi

Do UOL, em São Paulo

07/08/2020 22h57

Caetano Veloso completou 78 anos hoje e compartilhou a comemoração com todo o Brasil fazendo, finalmente, a tão esperada live.

A apresentação contou com os filhos do cantor — Tom, Zeca e Moreno — e foi uma retrospectiva da carreira de Caetano. No Twitter, o "caetaneou" de Djavan substituiu o já tradicional "sextou".

Caetano pausou a live em determinado momento para chamar a atenção do público para a causa indígena e criticar o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido):

"O negócio é duro mesmo, o Brasil não tem um ministro da Saúde que tenha chegado como tal, e o Ministério do Meio Ambiente parece ser contra o meio ambiente, são situações muito graves que nós, os brasileiros, estamos enfrentando. Mas a gente vai? A gente vai, o Brasil é o Brasil."

O público respondeu: "Live linda, Caetano. Repleta de informação, conscientização e ativismo", escreveu a cantora Duda Beat.

Logo no início, o que chamou a atenção dos fãs foi a escolha, no mínimo, inusitada dos instrumentos musicais: "Olha só o que o isolamento faz, tão fazendo com prato e talher, com duas lixas 3M".

"Agora que descobri que dá pra fazer um som com uma faca num prato, finalmente vou poder dizer que sei tocar um instrumento."

"Maluco na live do Caetano tocando num prato de comida... Quando faço isso aqui em casa me enchem o saco, mas o filho do Caetano pode!"

"Esse filho do Caetano, o Moreno, é bom pra fazer uma omelete, né? A malemolência batendo o garfo no prato."

Até os erros do ao vivo foram elogiados. Caetano pediu desculpas por errar uma nota na versão musicada do poema "Pulsar", mas o público não quis nem saber: "Eu acho incrível a ousadia de Caetano pedir desculpa por qualquer que seja a coisa".

Quando o músico errou a letra de "Reconvexo", os fãs emendaram: ele não erra, melhora!

Mas Caetano é um pai exigente: chamou a atenção dos filhos quando eles erraram. Quando Zeca se ausentou por uma música e perdeu sua deixa, levou bronca ao vivo.

"Ser filho do leonino e perfeccionista Caetano Veloso é sair pra dar um mijão e tomar um esporro ao vivo em rede nacional."

O cenário da live chamou quase tanta atenção quanto as músicas. Os fãs ficaram notando cada um dos "easter eggs". E eram muitos:

"Meta de vida: ter a idade do Caetano e ter uma estante cheia de memórias e livros."

"Quem mais tá vendo a live do Caetano tentando descobrir todos os detalhes da estante atrás dele e se dando conta de que não tem nada à toa ali?"

As fotos na estante eram acenos aos outros ícones da MPB: "O cenário da live tá cheio de mensagem subliminar. Tem Bethânia, Gil, Chico, Tom Jobim e grande elenco".

"Que fofinhas as fotos da irmã na estante do Caetano."

Mas o cenário também era político: "E essa bandeira do Brasil na live do Caetano sem o céu estrelado e a faixa com os dizeres 'Ordem e Progresso'. Essa manifestação silenciosa mas cheia de significado. Caetano, você é perfeito."

"Caetano filho de Odé com um belo de um ofá na estante de casa."

Os fãs adoraram passar a sexta à noite exaltando Caetano:

"Sinto que já venci na vida só por ter tido a oportunidade de viver no mesmo ano e no mesmo país que Caetano."

"A Live do Caetano me faz querer chorar... É muito linda, simples, sensível e nacional essa arte que ele criou. Hoje, cantando músicas antigas, os grandes sucessos plenamente."

"Caetano — pra gente não esquecer todas coisas que fazem o Brasil bonito e possível."

Os fãs também deram os devidos créditos à maior incentivadora da live: a esposa de Caetano, Paula Lavigne, que gravou diversos vídeos perguntando ao cantor quando seria a apresentação. "Valeu a insistência pela live! Está perfeita".