PUBLICIDADE
Topo

John David diz que escondia ser filho de Denzel Washington

 John David Washington, que fez o papel de Ron Stallworth em "Infiltrados na Klan" ao lado do diretor Spike Lee - Universal
John David Washington, que fez o papel de Ron Stallworth em "Infiltrados na Klan" ao lado do diretor Spike Lee Imagem: Universal

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/08/2020 22h35Atualizada em 06/08/2020 23h02

John David Washington, astro do filme "Infiltrados na Klan", revelou à revista Porter que costumava esconder a identidade de seu pai, o ator Denzel Washington.

"Eu via como as pessoas mudavam quando descobriam quem era o meu pai. Eu costumava mentir, dizendo que ele era um pedreiro ou que estava na prisão, apenas para ter um senso de normalidade", contou o ator.

"Eu sentia que não havia outra maneira para que as pessoas me levassem a sério, mesmo se eu fosse bom. Eles sempre me julgariam. Então eu escondi quem era meu pai. Acho que estava me protegendo."

Em busca de não ser a sombra do pai, John David Washington seguiu uma carreira totalmente diferente e entrou para a NFL, Liga de Futebol Americano, quando saiu da universidade. "Eu pensava: 'Vou continuar seguido isso. Vou continuar no meu personagem".

Sua carreira tomou outros rumos em 2013, quando sofreu uma lesão e teve que se afastar do mundo esportivo. Em 2015, John David conseguiu um papel na série "Ballers", da HBO, e a partir de então começou uma nova jornada na sua vida profissional.

Atualmente em "Tenet", novo filme de Christopher Nolan, John David ainda comentou sobre o que espera ganhar com essa nova visibilidade. "Estas crianças veem um homem afro-americano em um filme, elas não estão olhando para as cores, estão olhando para o que o inspira. Há muito remédio nesses filmes. Espero que meu trabalho fale por si, como os primeiros De Niros e Leonardo DiCaprios. O trabalho deles fala por si. É assim que eu gostaria de viver."

Por causa da pandemia do novo coronavírus, a estreia do longa foi adiada, sem uma previsão para o lançamento. "Isso pode ser desanimador, mas é como seu filho. Você quer enviá-lo para a melhor escola, mesmo que tenha que esperar um semestre", comentou o ator.