PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Cobra naja apreendida em Brasília ganha perfil no Instagram e memes bombam

Perfil da cobra naja foi criado no Instagram - Reprodução/ Instagram
Perfil da cobra naja foi criado no Instagram Imagem: Reprodução/ Instagram

Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

19/07/2020 04h00

Desde que picou o estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, de 22 anos, e foi capturada em Brasília (DF), a cobra naja, criada ilegalmente pelo universitário, virou manchete dos principais veículos no Brasil. Com a popularidade em alta, a serpente também ganhou memes e teve ao menos cinco páginas criadas no Instagram. O UOL conversou com o proprietário do @najaofcial, que tem mais de 27 mil seguidores e bateu dois milhões de impressões em três dias.

Como já foi abordado pela coluna Página Cinco, muita gente associou a naja que atacou seu dono e a ema que avançou no presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao livro "A Revolução dos Bichos", do George Orwell. O influenciador digital responsável pelo perfil do Instagram, que prefere não se identificar, vê semelhanças e vai além.

Fez um trabalho bem feito amiga.

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

Para ele, a picada da cobra teve um papel importante na descoberta do esquema de tráfico internacional de animais silvestres. "Comecei a ver potencial a partir do momento em que ela se libertou dele e ajudou a desvendar o tráfico internacional", afirma.

O perfil "humanizou" a imagem do réptil e o correlaciona até com uma história da teledramaturgia, quando a personagem Morena (Nanda Costa) consegue fugir do cativeiro na Capadócia e revela o esquema de tráfico internacional de mulheres, em "Salve Jorge" (Globo, 2012), novela de Gloria Perez. "A ideia surgiu quando eu vi a história da cobra bem parecida com a da Morena", diverte-se.

Deixando bem claro.

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

Apesar dos números atingidos em pouco tempo, o proprietário ainda não foi procurado por nenhuma marca ou empresa para patrocínio nem parceria de produtos. "Só as parcerias com os rapazes que fizeram os filtros da Naja."

Quem fez mais???

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

O criador gera memes da cobra brincando com artistas, como Anitta, e faz piada de notícias da política brasileira. A real intenção, segundo ele, é chamar a atenção para divulgar ONGs de proteção a animais abandonados.

Eu amei te ver, eu amei te ver

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

"Não faturei nenhum cachê e não quero. Quero apenas que as pessoas vejam os animais com outros olhos, e deem a eles amor e proteção. Cobras têm que estar em seu habitat natural, e não presas em aquários."

Najara Azevedo

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

Ele, inclusive, comemorou a multa de R$ 78 mil, aplicada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para a família de Pedro. De acordo com o instituto, o estudante vai responder pela criação de 16 cobras de maneira inadequada, sendo dez delas de espécies exóticas, de origem norte-americana, e outras seis nativas da Amazônia e do cerrado.

Naja indenizadah Corrigindo a imprensa TRAFICANTE, TRAFICANTE.

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

O administrador tem mais outros dois perfis no Instagram. "Fiquei desempregado na pandemia e lancei algo que está sendo meu ganha-pão, mas não quero divulgar. Prefiro ficar no anonimato."

Realmente foi assim mesmo.

Uma publicação compartilhada por Naja - Najaiene (@najaofcial) em

Entretenimento