PUBLICIDADE
Topo

Co-fundador do Lollapalooza acredita que festivais não voltarão até 2022

Lollapalooza Brasil está programado para acontecer em dezembro deste ano - Lisa Rodriguez/Choose Chicago
Lollapalooza Brasil está programado para acontecer em dezembro deste ano Imagem: Lisa Rodriguez/Choose Chicago

Do UOL, em São Paulo

17/07/2020 17h12

O co-fundador do festival Lollapalooza, Marc Geiger, disse acreditar que os shows e festivais com música ao vivo não voltarão ao normal antes de 2022.

Em participação no podcast "Bob Lefsetz", Geiger falou que esses eventos devem continuar sendo afetados até que a pandemia do novo coronavírus esteja totalmente controlada.

Ao ser questionado sobre quando acreditava que a música ao vivo retornaria, ele disse: "Na minha humilde opinião, será em 2022. Vai demorar muito para que, como eu chamo, a economia germafóbica seja lentamente exterminada e substituída pela economia da claustrofobia — é quando as pessoas querem sair e sair para jantar e ter suas vidas, ir a festivais e shows".

Geiger também afirmou que ainda há muitos obstáculos que esses eventos precisam superar antes de poder retomar e alertou: "Os próximos seis meses podem ser mais dolorosos que os últimos seis meses, e talvez os seis meses seguintes sejam ainda pior".

Até o momento, o Lollapalooza Brasil, que aconteceria em abril, segue confirmado para dezembro deste ano.