PUBLICIDADE
Topo

Sebastian Athié, ator do Disney Channel, morre aos 24 anos

Sebastian Athie, ator mexicano - Reprodução/Instagram
Sebastian Athie, ator mexicano Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/07/2020 21h26

Sebastian Athié, conhecido por seus papéis em séries exibidas pela Disney Channel na América Latina, morreu aos 24 anos. O mexicano teve a morte confirmada pela Disney Channel Brasil, que fez uma publicação em sua página no Instagram para lembrar do ator.

"Descanse em paz, Sebas. Sua arte e seu sorriso ficarão para sempre. Lamentamos a perda de Sebastián Athié e sempre lembraremos de seu talento, companheirismo, profissionalismo e, acima de tudo, seu enorme coração. Nossos sentimentos à família, colegas, amigos e fãs", disse o comunicado.

A causa da morte, até o momento, não foi revelada.

A Associação Nacional de Atores do México também emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do artista. "Com profundo pesar, em nome da associação, (informamos) a morte de Sebastián Athié. Ele tinha 24 anos. Enviamos um abraço de solidariedade à sua família e amigos com nossas mais profundas condolências", disse o texto.

Ele ficou conhecido por sua participação em "O11CE", que teve 180 episódios e foi um grande sucesso na América Latina. Sebastian participou de todos os capítulos da produção argentina. Na história, ele fazia parte de um grupo de jovens de diferentes origens que jogam no time Los Halcones Dorados, de Buenos Aires.

Santiago Stieben, que fez parte do elenco da série, se emocionou ao falar do amigo. "Estou realmente muito triste. Hesitei em fazer este vídeo. Mas sinto que quero compartilhar com todos o amor que tenho por você. Meu abraço à sua família, minhas melhores lembranças com você sempre", comentou.

A última publicação de Sebastian no Instagram foi feita no dia 7 de junho. Na ocasião, ele publicou uma foto de si mesmo e usou uma citação de Nelson Mandela: "Ser livre não é apenas se livrar das correntes que lhe prendem, mas viver sendo capaz de respeitar e engrandecer a liberdade dos outros", escreveu.