PUBLICIDADE
Topo

Mioto sobre quarentena: 'Nunca mais reclamarei de fazer show atrás de show'

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

19/06/2020 18h57

O Estúdio UOL em Casa teve hoje um convidado para lá de especial: o cantor Gustavo Mioto, um dos principais nomes do sertanejo. Ele chegou junto e fez uma apresentação intimista para o UOL, além de responder a perguntas de jornalistas e convidados, como a influenciadora e ex-BBB Rafaella Kalimann. Um "sextou" em grande estilo.

Sem o arranjo "gordo" de sua banda, Mioto tocou e cantou sucessos como "Solteiro não Trai", "Fake News" e "Com ou sem Mim" e foi sincero ao falar sobre a pandemia e o bloqueio criativo pelo qual está passando durante a quarentena. Afinal, ele é gente como a gente e não está fácil para ninguém. Veja abaixo um resumo do que ele nos contou.

Como está vivendo a pandemia?

Acho que pandemia tem sido momento para refletir na cabeça. Lembrar como era antes e o que é agora. Pra aprendermos a valorizar quando saíamos para tocar. Estava comentando com a banda, nunca mais vamos reclamar de ficar noite sem dormir. De pegar voo e show em seguida de show. Estamos muito agoniados para voltar

Você compõe várias de suas músicas. Como tem sido compor na quarentena?

Tenho tido um bloqueio. Para mim, é muito importante fazer viagens, ter histórias com a banda, no camarim. Isso me faz muita falta. Na hora do palco extravaso. Devo ter sentado duas vezes e saído três musicas na quarentena

Como nasceu vontade de ser cantor?

A família toda já mexia com música. Já cantavam viviam omercado. Desde pequeno, nesses almoços de avó, comecei a entrar na roda. Quando comecei a escrever, parecia algo mágico. Gostava de ouvir mãe e avó cantando minhas músicas. Foi aí que vi que queria ver mais gente cantando

Você já se disse fã de rock e fez parcerias com muita gente. Mas qual é seu 'feat' dos sonhos?

Tenho vários sonhos. Sempre fui muito fã de Ed Sheeran e John Mayer. Dois nomes que botaria nesse sonho

Você começou cantando aos 16 anos de idade. Como foi ser exposto desde tão cedo?

Quando você quer algo tem que querer muito. Foi um momento esquisito. Conseguir conciliar tudo, escola. Foi uma época complicada na cabeça. Desejo muita sorte a quem for fazer o mesmo. Calma, paciência. Hoje deu tudo certo, mas foi um pouco assustador