PUBLICIDADE
Topo

Astro da Marvel diz que já teve arma apontada para cabeça por policiais

8.fev.2020 - Don Cheadle durante evento em Santa Mônica, na Califórnia - Tommaso Boddi / Getty Images
8.fev.2020 - Don Cheadle durante evento em Santa Mônica, na Califórnia Imagem: Tommaso Boddi / Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/06/2020 09h24

Em entrevista recente ao programa "The Tonight Show", com Jimmy Fallon, Don Cheadle acusou a polícia dos Estados Unidos de racismo. O ator, responsável por interpretar o herói Máquina de Combate nos filmes da Marvel, contou que já foi parado por policiais inúmeras vezes e já teve armas apontadas para sua cabeça.

"Eu já fui parado mais vezes do que posso contar, com armas na minha cabeça. Eu sempre 'encaixo na descrição'. Isso é algo que está acontecendo repetidamente. Tenho amigos que quase foram mortos pela polícia por nada. Isso não é algo que estava me cutucando quando todos esses vídeos começaram a sair. São coisas que sabíamos muito bem", contou Cheadle.

O racismo foi abordado na conversa quando Jimmy Fallon perguntou sobre as manifestações pela morte de George Floyd. Então, o ator lembrou suas experiências e contou como foi sua infância.

"Muito do bullying começou na escola, com certeza motivado por questões raciais", disse. "Também foi quando começou a ficar evidente que os policiais não estavam no meu time", completou.

George Floyd, um homem negro de 40 anos, morreu no dia 25 de maio depois de ter sido imobilizado com um joelho sobre o pescoço durante uma abordagem policial violenta na cidade de Minneapolis, no estado norte-americano de Minnesota. O acontecimento gerou uma onda de protestos contra o racismo nos EUA e no mundo.

Confira a entrevista completa em inglês: