PUBLICIDADE
Topo

Música

Marido de Fabiana Anastácio lembra última conversa antes de ela ir para UTI

Fabiana Anastácio e o pastor Ruben Nascimento; casal estava junto havia mais de 20 anos - Arquivo pessoal
Fabiana Anastácio e o pastor Ruben Nascimento; casal estava junto havia mais de 20 anos Imagem: Arquivo pessoal

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

09/06/2020 04h00

A morte de Fabiana Anastácio, vítima de covid-19, causou grande comoção dentro e fora meio evangélico. Além de cantora, Fabiana liderava a Igreja Assembleia de Deus em Santo André, na Grande São Paulo, junto ao marido, o pastor Ruben Nascimento, com quem tinha um relacionamento de mais de 20 anos entre namoro e casamento.

Em conversa com o UOL, o pastor falou sobre os últimos momentos de Fabiana já internada, dos sonhos que ela conseguiu realizar e o que fazia dela uma pessoa tão querida, como a risada marcante, a entrega à igreja e o dom musical.

"Fabiana era conhecida como uma mulher de muita fé, apaixonada por Deus e que vivia uma espiritualidade muito intensa. Ela cantava desde os quatro anos de idade e também palestrava com muita alegria. Eu a defino como uma pessoa muito alegre e extraordinária. Onde chegava, ela contagiava. É por isso que houve toda essa manifestação de carinho e apoio. Ela era acessível e gostava de pessoas. Era apaixonada por Deus e por pessoas. Era muito talentosa, organizava eventos, liderava corais e musicais. E tudo isso com dinamismo e graça", afirma.

Fabiana Anastácio - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Fabiana Anastácio morreu aos 45 anos vítima de covid-19
Imagem: Reprodução/Instagram

Com sintomas de covid-19, Fabiana ficou internada por cerca de dez dias. O pastor Ruben também testou positivo para a doença e precisou ser internado antes da cantora, mas seu quadro de saúde evoluiu e ele deixou o hospital depois de alguns dias. Com Fabiana a situação se agravou.

"Ela começou a se sentir mal alguns dias antes e começamos a tratar em casa. Os sintomas eram leves. De repente, ela foi internada e a doença evoluiu rapidamente", lamenta.

A última vez que conversamos ela estava internada, antes de ir para a UTI. Tudo com muita naturalidade porque não esperávamos esse final. Falamos sobre a minha recuperação que foi muito rápida. Eu me internei primeiro e quando saí ela estava internada. Foi uma palavra de incentivo porque como eu estava bem e acreditávamos que ela também ficaria bem. Ela estava calma, tranquila, com muita fé em Deus e não se abalou em nenhum momento.

O pastor não sabe como ele e Fabiana se infectaram com o novo coronavírus, mas ele deixa um alerta para que todos se protejam.

"Estou totalmente recuperado. Creio que foi uma provisão de Deus para cuidas dos nossos filhos. É muito fácil a contaminação e estávamos tomando todos os cuidados. O conselho que dou é para as pessoas tomarem todo o cuidado".

Coronavírus: morre cantora gospel Fabiana Anastácio

UOL Entretenimento

"Sonhávamos em envelhecer juntos"

O pastor Ruben não tem a menor dúvida de que Fabiana cumpriu a sua missão e, ainda que o momento seja de muita dor, ele e os filhos se tranquilizam pela fé de tudo aconteceu conforme os planos de Deus.

Fabiana era de Deus e na hora que Deus quis ele a recolheu. Não cremos em casualidade. É um ato soberano de Deus. Porém, a dor da perda e do luto é muito difícil. Mas digo que assim como Deus levou a Fabiana ele nos dará força para continuar a caminhada. Ela cumpriu a missão e nós estamos em missão.

Fabiana e Ruben tiveram três filhos, além de muitos outros "filhos espirituais", como são chamados àqueles por eles aconselhados na igreja.

"Sonhávamos em envelhecer juntos e continuarmos a caminhada com a nossa família. Mas não acredito que ficou nada por fazer porque fizemos tudo com muita intensidade. Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, ação social, conselhos, orações, palavras de fé... Assim era também no nosso casamento e com os amigos. Fomos tomados de assalto, ninguém esperava, mas ela viveu tudo com muita intensidade".

Despedida emocionante

Fabiana realizou uma live poucos dias antes de ser internada. Para o pastor, aquelas seis horas da última apresentação foram como uma despedida. Algumas homenagens para a cantora, segundo ele, estão sendo preparadas.

Ela estava com os músicos e cantou com muita intensidade. Houve momentos em que todos se emocionaram e choraram porque Fabiana ministrava com muita vida. Sabíamos que naquela live tinha uma virtude de Deus muito forte. Era realmente uma despedida e nós não sabíamos. As pessoas foram tocadas e fortalecidas porque ela levava muita fé e alegria.

Assista a live de Fabiana Anastácio

Música