PUBLICIDADE
Topo

Música

Morre Jimmy Cobb, baterista do 'Kind of Blue' de Miles Davis, aos 91 anos

06.06.2015 - Jimmy Cobb toca no Blue Note Jazz Festival, em Nova York (EUA) - Jack Vartoogian/Getty Images
06.06.2015 - Jimmy Cobb toca no Blue Note Jazz Festival, em Nova York (EUA) Imagem: Jack Vartoogian/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 10h23Atualizada em 25/05/2020 11h24

O baterista Jimmy Cobb, conhecido por tocar no álbum "Kind of Blue", de Miles Davis, morreu na noite de ontem aos 91 anos. A confirmação veio de Todd Barkan, amigo do músico e dono do clube de jazz Keystone Korner Baltimore, um dos últimos lugares em que Cobb tocou.

A causa da morte não foi revelada.

Trajetória

Cobb se mudou para Nova York em 1955, onde passou a tocar em clubes de jazz e conheceu Davis, que o chamou para sua banda de estúdio. Além do lendário trompetista, ele trabalhou com outros nomes importantes do gênero musical, como Wes Montgomery, Dinah Washington e Pearl Bailey.

"Kind of Blue", de 1959, é o álbum mais vendido da história do jazz e um divisor de águas na indústria musical. Cobb era o único sobrevivente da banda que gravou o disco, que incluía ainda Davis, John Coltrane. Paul Chambers, Julian "Cannonball" Adderley e Bill Evans.

Dificuldades

Apesar do status de ícone do jazz, Cobb sofreu com problemas financeiros no final da vida. Em janeiro, sua filha começou uma campanha para cobrir despesas médicas do pai, sem especificar a doença que ele enfrentava.

A campanha on-line chegou a arrecadar US$ 94 mil. "Ele era um homem humilde, que sempre ajudava a comunidade, e nunca pediria ajuda por si próprio", escreveu Serena Cobb na descrição da campanha.

Música