PUBLICIDADE
Topo

Diana Ross inicialmente não entendeu 'I'm Coming Out' como hino LGBTQ+

Diana Ross se apresenta no Grammy 2019 - AFP
Diana Ross se apresenta no Grammy 2019 Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 15h04

Nile Rodgers disse que Diana Ross teve dificuldade para entender a conexão da canção "I'm Coming Out" com o público LGBTQ+. O produtor e compositor, que assinou o hit com o parceiro de composição Bernard Edwards, contou ao New York Post a origem do hino gay.

Rodgers disse que estava no banheiro do GG's Barnum Room, uma balada para o público transgênero de Nova York (EUA), quando se deparou com vários "imitadores de Diana Ross", vestidos como a diva.

"De repente, eu tive um momento 'eureka!'. Eu fui até um telefone público do lado de fora da boate e liguei para Bernard. Pedi para ele anotar as palavras 'I'm coming out' e expliquei o que tinha visto", contou.

'Se assumindo'

A frase que forma o refrão da música pode ser traduzida como "eu estou saindo", mas também se tornou uma forma popular de dizer "se assumir [LGBTQ+]" nos EUA — uma simplificação de "coming out of the closet", ou "sair do armário".

DJ deu a dica

Ao apresentar a canção pronta para Ross, no entanto, os compositores perceberam que ela não entendeu a conexão. "Ela não fez o pulo de 'eu estou saindo' para 'eu estou saindo do armário'. Ela só gostou da letra, da mensagem de empoderamento", disse Rodgers.

Foi quando a cantora apresentou "I'm Coming Out" para o DJ Frankie Crocker, da rádio WBLS, que "a ficha caiu". "Ele achou que Diana estava se assumindo lésbica, ou algo do tipo", contou o compositor.

Rodgers convenceu Ross a manter a música no disco "Diana", que saiu em 1980. "Eu disse para ela: 'Pense que você pode usar essa música para abrir todos os seus shows'. Será como a marcha presidencial tocando quando o presidente chega", brincou.