PUBLICIDADE
Topo

Depois de xingar Weintraub, criadora de Matrix rebate Musk e Ivanka Trump

Lilly Wachowski em premiação em Beverly Hills - Getty Images
Lilly Wachowski em premiação em Beverly Hills Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

18/05/2020 10h20

Nos últimos dias, Lilly Wachowski, metade da dupla que criou a franquia "Matrix" (com a irmã, Lana), usou o Twitter para responder uma série de personalidades e oficiais governamentais que usaram cenas e referências ao filme para argumentar contra medidas de prevenção à pandemia do novo coronavírus.

Um dos respondidos por Wachowski foi o ministro da educação brasileiro, Abraham Weintraub, que postou uma cena de "Matrix" em que Neo (Keanu Reeves) precisa escolher entre tomar a "pílula vermelha" e acordar para a realidade, ou a "pílula azul" e continuar na simulação em que vive.

"Vai se f*der", foi a resposta de Wachowski para Weintraub, em 4 de maio.

As "vítimas" mais recentes de Lilly, em interação que ocorreu neste último fim de semana, foram o bilionario Elon Musk e a filha do presidente dos EUA e conselheira da Casa Branca, Ivanka Trump.

"Tomem a pílula vermelha", escreveu Musk, que reabriu a Tesla, desafiando as autoridades da Califórnia. "Tomada!", respondeu Ivanka.

"Vão se f*der, os dois", reagiu a cineasta.