PUBLICIDADE
Topo

Música

Selena Gomez: 'Quero que os imigrantes saibam que estamos lutando por eles'

07.11.2019 - Selena Gomez na pré-estreia de Frozen 2, em Los Angeles - WireImage
07.11.2019 - Selena Gomez na pré-estreia de Frozen 2, em Los Angeles Imagem: WireImage

Do UOL, em São Paulo

08/04/2020 13h01

Em artigo publicado na Vogue Arábia, a cantora Selena Gomez explicou por que ela tem que ser uma voz para aqueles que não têm. Nomeado como "Conectado: o amor curará o mundo" ("Connected: Love Will Heal the World", em inglês), o artigo escrito por Selena narra a decepção da cantora com a imigração dos Estados Unidos, fala sobre como ela se sente sendo neta de imigrantes, e ressaltou a necessidade que temos de fazer o máximo para ajudar o próximo. "Espero que ainda possamos oferecer o sonho americano e que ainda possamos oferecer às pessoas uma vida melhor".

Selena foi produtora executiva da série documental "Realidade não documentada" ("Living Undocumented", em inglês) lançada em outubro de 2019 na Netflix. A série possui seis episódios e acompanha a vida de oito imigrantes que vivem nos EUA e enfrentam as políticas de imigração do país.

"Por meio do documentário, aprendi que as pessoas são realmente inspiradoras", disse Selena. A cantora ainda completou: "Essas famílias têm muita coisa acontecendo em suas vidas, mas ainda encontram forças para continuar."

No artigo, Selena, nascida no Texas, disse que se identifica como uma mulher mexicana-americana. "[Estou] incrivelmente orgulhosa de ser os dois. Minha família escolheu deixar o México para perseguir o sonho americano".

A cantora ainda comentou em seu texto que os EUA foram construídos com base na imigração. Para Selena, a forma como um país lida com a imigração é capaz de mostrar o nível de compaixão e empatia que ele tem. "Uma coisa que eu vi é que a imigração vai além da política e dos debates políticos — é uma questão humana."

Selena finalizou o artigo dizendo que gostaria que os imigrantes e refugiados soubessem que "existem pessoas lutando por eles". "Há pessoas que vão ouvi-los e outros que estão prontos para enfrentar a mudança."

Música