PUBLICIDADE
Topo

Jane Fonda troca protesto presencial por virtual em tempos de coronavírus

10.01.2020 - Jane Fonda protesta nos EUA - AFP
10.01.2020 - Jane Fonda protesta nos EUA Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

02/04/2020 16h12

Jane Fonda não vai parar de protestar — mesmo em meio a uma pandemia. No ano passado, a atriz foi presa várias vezes por protestar com o grupo Fire Drill Fridays, que exige ações mais enfáticas dos governos mundiais (e especialmente do estadunidense) contra o aquecimento global.

Agora, embora vá seguir as recomendações de prevenção contra o coronavírus e ficar em casa, Fonda está planejando uma edição virtual do protesto, em parceria com o Greenpeace. O evento acontece amanhã, no Instagram da organização, a partir das 15h, no horário de Brasília.

Os "protestos virtuais", que contarão com a presença de Fonda e de cientistas e ativistas pelo meio ambiente, devem continuar semanalmente até o dia 22 de abril, quando é comemorado o Dia da Árvore nos EUA.

"Estávamos planejando o maior protesto global de todos os tempos para esta data", disse Fonda à Variety. "Mas agora tudo é diferente, é claro. Estamos tentando descobrir o que podemos fazer através da internet, para que as pessoas fiquem conscientes da crise existencial da mudança climática".

"Nós também devemos perceber que o novo coronavírus tem a ver com o aquecimento global", refletiu ainda. "São muitos fatores climáticos, e até mesmo o maior contato de humanos com animais, que levam a este tipo de pandemia. Aids e Ebola também vieram de animais".

No vídeo chamando os seguidores para o protesto de amanhã, o Greenpeace contou com a participação de mais celebridades: Chelsea Handler, Piper Perabo, Marisa Tomei e Alyssa Milano participaram da gravação.

Filmes e séries