PUBLICIDADE
Topo

Woody Allen publica autobiografia 'na surdina' após desistência de editora

Woody Allen durante o 69° Festival de Cannes, em 2016 - Valery Hache/AFP
Woody Allen durante o 69° Festival de Cannes, em 2016 Imagem: Valery Hache/AFP

Do UOL, em São Paulo

23/03/2020 11h23

O livro de memórias "Apropos of Nothing", em que o cineasta Woody Allen relata memórias de seus 84 anos de vida, foi publicado sem alarde nos EUA pela editora Arcade, após a desistência da Hachette, empresa que originalmente colocaria o volume nas prateleiras americanas. A informação é do THR.

A Hachette acabou não publicando o livro de Allen após vários protestos por parte de funcionários e do público, que citaram a acusação de abuso sexual levantada contra Allen pela ex-enteada, Dylan Farrow, que na época era menor de idade. O cineasta nega a acusação.

Com 400 páginas na sua edição norte-americana, "Apropos of Nothing" é descrito pela Arcade como um livro de memórias "cândido e compreensivo". "Allen vai de sua infância no Brooklyn a sua carreira aclamada no cinema, teatro, televisão, literatura e comédia, além de explorar relações com familiares e amigos", disseram.

Segundo o THR, o livro também aborda o casamento de Allen com a atriz Mia Farrow e a acusação de Dylan. Em tom "sombrio e defensivo", ele mais uma vez nega a denúncia, e repete que sua relação com Farrow já havia "esfriado" quando ele iniciou o seu affair com a filha adotiva dela, Soon-Yi, sua atual mulher.

"Eu nunca encostei um dedo em Dylan, nunca fiz nada que pudesse sequer ser confundido com abuso. [A acusação] foi fabricada do começo ao fim", declara Allen.