PUBLICIDADE
Topo

O que lembrar (e entender) antes da 3ª temporada de 'Westworld'

Evan Rachel Wood em cena de Westworld - Divulgação
Evan Rachel Wood em cena de Westworld Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

11/03/2020 04h00

Já se vão quase dois anos desde que "Westworld" encerrou sua segunda temporada e nos deixou com muitas dúvidas. Parte delas será respondida, finalmente, a partir deste domingo (15), quando a série da HBO retorna para seu terceiro ano com episódios que prometem praticamente uma renovação da trama, com boa parte da ação agora situada fora dos parques da Delos.

Antes de mergulharmos nas teorias da nova temporada, no entanto, preparamos um guia com o que de mais importante você precisa lembrar (e entender) para voltar a assistir a série criada por Jonathan Nolan e Lisa Joy.

Vale o aviso: se você ainda não terminou a segunda temporada, pare por aqui e volte depois.

Ainda aqui? Então vem com a gente.

Armazenamento de consciências

Um dos pontos centrais da segunda temporada foi a revelação de que a Delos estava trabalhando com a digitalização e o armazenamento das consciências dos visitantes do parque. A intenção final era atingir a imortalidade, colocando a consciência no corpo de um anfitrião. O problema é que os testes que a empresa fez nesse quesito não foram exatamente bem-sucedidos. A primeira cobaia foi James Delos, o dono da companhia, mas o máximo de tempo que ele conseguiu funcionar com a consciência foi por 35 dias. A Delos insistiu nos testes com seu fundador por mais de 30 anos, mas William acabou desistindo da empreitada.

Ed Harris, o Homem de Preto de "Westworld" - John P. Johnson/HBO
Ed Harris, o Homem de Preto de "Westworld"
Imagem: John P. Johnson/HBO

William é um anfitrião?

William, o Homem de Preto, só é um anfitrião na cena pós-créditos da segunda temporada. Lá, ele é um híbrido que teve sua consciência transferida a um androide com seus traços.

Ele surge sendo submetido a um teste de fidelidade por uma anfitriã com as feições de sua filha, Emily —sim, aquela cuja versão real ele matou acreditando-se tratar de... uma anfitriã.

Os criadores confirmaram que a cena pós-créditos se passa no futuro, após um salto temporal considerável. Logo, é possível deduzir que William está preso em um loop tal qual o híbrido de James Delos ficou. No resto da série, ele é um humano de carne e osso.

Dolores no corpo de Charlotte e as pérolas

Em meio a sua guerra contra os humanos, Dolores acabou sendo morta por Bernard. Arrependido, ele colocou a consciência de Dolores em uma anfitriã com o corpo de Charlotte. A executiva da Delos acabou morta pela anfitriã, que conseguiu escapar do parque se passando por ela.

Mas há um detalhe importante: Dolores escapou levando cinco pérolas, as bolinhas onde ficam armazenados os back-ups dos anfitriões. Uma delas é a de Bernard, a quem ela havia matado. Já fora do parque, Dolores vai à antiga casa de Arnold, onde constrói corpos para ela e Bernard. Quando ela conclui o processo, é possível notar que a Charlotte-anfitriã está funcionando, mas não sabemos com qual personalidade.

Quem está morto mesmo?

Dentre os humanos, nos despedimos de Emily, Charlotte, Lee Sizemore, Elsie e Karl Strand, um poderoso executivo da Delos.

Dentre os anfitriões, há dois grupos: os que podem voltar e os que foram para o Além do Vale, uma espécie de Éden digital. Neste último, estão Teddy, Akecheta e a filha de Maeve.

Já os anfitriões que podem voltar são Maeve, Hector, Armistice e Clementine. Os dois primeiros com certeza veremos de novo, já que ambos têm cenas no trailer da terceira temporada.

"Westworld" vai ao ar aos domingos, às 22h, na HBO.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente o informado em uma versão anterior deste texto, "Westworld" vai ao ar às 22h, e não às 23h. O erro já foi corrigido.

Geek