PUBLICIDADE
Topo

Música


Placido Domingo desfaz pedidos de desculpa por assédio sexual após 48 horas

Attila Kisbenedek/AFP
Imagem: Attila Kisbenedek/AFP

Do UOL, em São Paulo

27/02/2020 17h48

Dois dias depois de pedir desculpas pelas acusações de assédio sexual, Placido Domingo voltou atrás e "cancelou" todas as suas delarações.

De acordo com o jornal The New York Times, a decisão do astro da ópera partiu depois de questionamentos sobre sua presença para apresentações agendadas por ele a partir de junho deste ano.

"Minhas desculpas foram sinceras e de todo coração, mas sei o que fiz e vou negar novamente", disse. "Nunca me comportei agressivamente com ninguém, nem fiz nada para obstruir ou prejudicar a carreira de alguma pessoa. Pelo contrário, dediquei grande parte do meu meio século de carreira a ajudar a indústria a promover a carreira de inúmeros cantores".

Ele divulgou a nova declaração pouco antes de o comitê executivo do Teatro Real, uma casa de ópera em Madri, planejar um encontro sobre as próximas apresentações do artista espanhol.

Em agosto de 2019, a Associated Press noticiou que nove mulheres se apresentaram contra Placido relatando "avanços indesejados". Em setembro do mesmo ano, mais onze mulheres se apresentaram com acusações semelhantes.

Na declaração original de desculpas, o artista reconheceu que levou muito tempo para refletir sobre suas atitudes.

"Respeito que essas mulheres finalmente se sintam à vontade para falar, e quero que elas saibam que realmente sinto muito pela dor que as causei. Aceito total responsabilidade por minhas ações e cresci com essa experiência (...) Entendo agora que algumas mulheres podem ter medo de se expressar honestamente por causa de uma preocupação de que suas carreiras seriam afetadas negativamente se o fizessem. Embora essa nunca tenha sido minha intenção, ninguém deve se sentir assim. Estou comprometido em afetar mudanças positivas na indústria da ópera, para que ninguém mais tenha a mesma experiência. É meu desejo fervoroso que o resultado seja um lugar mais seguro para trabalhar para todos na indústria da ópera, e espero que meu exemplo adiante incentive outros a seguir", declarou há dois dias.

Música