PUBLICIDADE
Topo

Música

De sapateiro a inspetor de escola: Péricles lembra passado no Estúdio UOL

Péricles no Estúdio UOL - Mariana Pekin/UOL
Péricles no Estúdio UOL Imagem: Mariana Pekin/UOL

Do UOL, em São Paulo

29/01/2020 19h39

Convidado do Estúdio UOL, o cantor Péricles cantou hoje, para um público seleto de convidados na sede do UOL, em São Paulo, vários de seus sucessos, como Gamei, Até que Durou, Ninguém Ama e Jogo de Sedução. O especial foi transmitido ao vivo e contou com apresentação de Marina Person e perguntas feitas por jornalistas.

Péricles, que ganhou proeminência como compositor, integrante e posteriormente vocalista principal do Exaltasamba, que integrou dos anos 1980 até 2012, ressaltou que jamais desejou o protagonismo dentro do grupo, o que acabou aconteceu naturalmente, após as passagens dos vocalistas Chrigor e Thiaguinho.

"Nunca quis protagonismo. Até porque venho do esporte. Joguei vôlei por muito tempo. Esporte coletivo. Quem ganha é o time. Quem perde é o time. Sempre tive esse pensamento. No Exalta, em 25 anos, tivemos vários vocalistas. Não fui primeiro. Nos tempos das gravadoras dividia com Chrigor, Thiaguinho. Mas nunca quis postura do 'ah, sou vocalista'", destacou.

Outra pauta da conversa, além dos tempos em que compunha com companheiros via orelhão: as várias profissões que Péricles teve antes da fama. Além de ter jogado vôlei, ele também foi sapateiro e inspetor escolar, quando tinha que ser rígido com alunos, o que nem sempre conseguia. "Tudo que fiz foi em paralelo com a música. E todas as coisas que fiz me ajudaram a lidar melhor com as pessoas."

Péricles, que foi pai hoje pela segunda vez, agora da primeira filha, Maria Helena, disse que não cogitou deixar de participar do Estúdio UOL por respeito aos fãs e aos profissionais envolvidos. "Hoje é um dia feliz demais. Não posso julgar, mas outro no meu lugar não viria. Mas jamais poderia ter feito isso, em respeito à gente que comprou minha ideia", concluiu.

Música