PUBLICIDADE
Topo

Joaquin Phoenix relembra morte do irmão: "Mídia foi agressiva durante luto"

Reprodução / Internet
Imagem: Reprodução / Internet

Do UOL, em São Paulo

13/01/2020 13h02

Joaquin Phoenix deu uma entrevista rara ao programa 60 Minutes, em que falou sobre a morte do irmão, River Phoenix. River, que também era ator, sofreu uma overdose acidental de drogas em 1993 na saída de uma boate em Los Angeles, EUA. Ele tinha apenas 23 anos.

Ao falar sobre o assunto, que ele costuma evitar, o ator de Coringa revelou que a pressão da mídia dificultou o processo de luto da família —isso porque River estava em ascensão na carreira por filmes como Indiana Jones e A Última Cruzada (1989) e Garotos de Programa (1991).

"Nós éramos muito distantes do mundo do entretenimento. Nós não assistíamos a programas de TV, não tínhamos revistas de entretenimento na nossa casa. O River era um ator conhecido e nós não compreendíamos isso. Quando estivemos mais vulneráveis havia uma agressividade da mídia com helicópteros em cima da gente, pessoas invadindo a nossa casa. Isso com certeza prejudicou o meu processo de luto", comentou.

Arlyn Heart Phoenix, também presente na atração, comentou a morte do filho primogênito: "O luto às vezes vem do nada. Talvez eu possa estar dirigindo e ele chega. Eu o recebo muito bem", disse a matriarca da família.

Apesar da pouca idade, River Phoenix deixou um currículo extenso na TV e no cinema. Seu primeiro trabalho foi aos 10 anos, na série Seven Brides for Seven Brothers, que durou apenas uma temporada.

Pelo filme O Peso de um Passado, de Sidney Lumet (1988), River foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro de ator coadjuvante.

Seu último papel no cinema foi com o personagem James Wright, no longa Um Sonho, Dois Amores, de Peter Bogdanovich, lançado dois meses antes da morte do ator.

Filmes e séries