PUBLICIDADE
Topo

Joaquin Phoenix é detido em protesto organizado por Jane Fonda nos EUA

Joaquin Phoenix participa de protesto organizado por Jane Fonda em Washington, nos EUA - JIM WATSON / AFP
Joaquin Phoenix participa de protesto organizado por Jane Fonda em Washington, nos EUA Imagem: JIM WATSON / AFP

Do UOL, em São Paulo

10/01/2020 15h24

O ator Joaquin Phoenix foi detido hoje durante mais um protesto organizado por Jane Fonda contra a mudança climática na frente do Capitólio, em Washington, D.C. Segundo o TMZ, o ator Martin Sheen também foi detido.

Joaquin discursou para os manifestantes —que incluíam ainda as atrizes Maggie Gyllenhaal e Susan Sarandon— e alertou para os malefícios da indústria de carne para o meio ambiente.

"Eu não tenho nada preparado, mas acho que poucos falam nesses protestos sobre a indústria de carne e laticínios", afirmou Phoenix, sendo aplaudido.

"Às vezes nos perguntamos o que podemos fazer nesta luta contra a mudança climática, e você pode mudar já hoje ou amanhã o que consome. E eu acho que seja algo dúbio. Eu luto contra coisas que faço às vezes, mas eu posso mudar meus hábitos alimentares", disse.

Joaquin Phoenix é detido em protesto contra mudança climática nos EUA - Reprodução/TMZ - Reprodução/TMZ
Joaquin Phoenix é detido em protesto contra mudança climática nos EUA
Imagem: Reprodução/TMZ

Ao vencer o Globo de Ouro 2020 de melhor ator por Coringa, Phoenix agradeceu a organização da premiação por disponibilizar um cardápio vegano.

Segundo o Variety, ele convenceu a Hollywood Foreign Press Association a implementar um menu completamente a base de plantas, tanto para o jantar como para os lanches servidos nos bastidores.

Todos os manifestantes foram alertados pela polícia de que seriam presos caso não cooperarem com as autoridades e começassem a se dispersar. A multidão de hoje foi uma das maiores desde que Fonda começou seus protestos.

A atriz prometeu comparecer todas as sextas-feiras ao Capitólio até que atitudes sejam tomadas pelo governo. Ela mesma já chegou a ser detida por quatro semanas seguidas enquanto protestava.

Hoje, os manifestantes ambientais pediram o fim de todas as novas explorações/extrações de combustíveis fósseis e a parada imediata dos subsídios dos contribuintes às empresas petrolíferas.