PUBLICIDADE
Topo

Globo de Ouro


Ricky Gervais pede que atores não falem de política no Globo de Ouro

Ricky Gervais apresenta o 77º Globo de Ouro -  Paul Drinkwater/NBCUniversal Media, LLC via Getty Images
Ricky Gervais apresenta o 77º Globo de Ouro Imagem: Paul Drinkwater/NBCUniversal Media, LLC via Getty Images

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

05/01/2020 22h59

O ator e humorista Ricky Gervais não poupou a língua ferina em seu monólogo de abertura do Globo de Ouro 2020. O apresentador da noite fez várias críticas à classe artística e pediu que os premiados não fizessem discursos políticos, uma vez que muitos trabalham para empresas que fazem uso de práticas trabalhistas duvidosas.

"Apple, Amazon, Disney... Se o Isis [o Estado Islâmico] começasse um streaming, vocês iriam ligar para os agentes de vocês na hora. Vocês não sabem nada sobre o mundo real. A maior parte de vocês passou menos tempo na escola do que a Greta Thunberg. Se você ganhar um prêmio, suba ao palco, agradeça ao seu agente, agradeça a Deus e dê o fora", disse Gervais, em meio a olhares atônitos dos presentes.

O comediante ainda fez referências a escândalos que abalaram Hollywood nos últimos anos, como o #MeToo e os subornos de famosas para colocarem seus filhos em universidades de elite. "Eu vim aqui em uma limusine e a placa foi feita por Felicity Huffman", afirmou, citando a atriz condenada a prisão pelo segundo caso.

Gervais ainda notou que havia vários executivos presentes, de várias empresas, e que todos tinham uma coisa em comum: "Todos morrem de medo de Ronan Farrow. Ele vai pegar vocês". Farrow foi o jornalista responsável por publicar a primeira de uma série de reportagens sobre casos de assédio sexual dentro da indústria cinematográfica.

Depois, ele usou a série que estrela na Netflix, Afterlife, para fazer uma piada sobre Jeffrey Epstein, magnata condenado por crimes sexuais e encontrado morto dentro da prisão. "Como há uma segunda temporada, meu personagem não se matou. Assim como Jeffrey Epstein. Desculpe, eu sei que ele é amigo de vocês, mas é verdade."

Globo de Ouro