PUBLICIDADE
Topo

Bispo pede que fiéis cancelem Netflix em retaliação a especial de Natal

Do UOL, em São Paulo

10/12/2019 18h29

Por "desrespeito a Jesus Cristo", o bispo da Diocese de Palmares (PE), Dom Henrique Soares da Costa, pediu que fiéis cancelem a assinatura da Netflix, em post publicado em seu perfil no Facebook. O problema é um especial de Natal do Porta dos Fundos.

O bispo reclama que a plataforma de streaming deu um "bofetão no rosto de todos os cristãos" depois de exibir em seu catálogo um especial de Natal "vulgar e desrespeitoso para com o nosso Deus".

Embora não cite nomes, o bispo se refere ao especial "A Primeira Tentação de Cristo", em que Jesus (Gregório Duvivier) está prestes a completar 30 anos, e é surpreendido com uma festa de aniversário quando voltava do deserto acompanhado do namorado, Orlando (Fábio Porchat). (Assista ao vídeo acima)

"Em pleno tempo de preparação para o Natal do Senhor, a Netflix deu um bofetão no rosto de todos os cristãos, cuspiu na nossa cara, zombando da nossa fé. Imaginem um filme debochado e desrespeitoso ao extremo com alguém a quem você ama. Como reagir? O ideal seria uma ação judicial. Mas, com a desculpa de liberdade de expressão, todo lixo é permitido, todo sarcasmo para com a fé alheia e louvado, tudo quanto trinca e corrói os alicerces da nossa cultura e da nossa sociedade é reputado como avanço e progresso...", escreveu.

"Então, como Bispo da Igreja, eu exorto vivamente aos cristãos: neste Natal, proclame seu amor, sua fé, seu respeito em relação a Nosso Senhor Jesus Cristo; mostre que seu amor por Ele é real e ativo: cancele a assinatura da Netflix e lá, no menu apropriado, explique o motivo: "desrespeito por Jesus Cristo", completou.

Petição para barrar especial

Na página Change.org, uma petição foi criada para o "impedimento do filme de Natal da Netflix e porta dos fundos, por ofender gravemente os cristãos".
430 mil pessoas já assinaram a petição. A meta são 500 mil.

Ao jornal Extra, Gregorio Duvivier comentou o abaixo-assinado. "Sim, vi que são quase 300 mil pessoas. Acho que fizemos algo errado, porque é muita pouca gente. Da próxima vez, acho que vale pegar mais pesado. O Porta tem quase 20 milhões de inscritos. 300 mil é um fiasco. Mas de qualquer jeito, vale pra medir a audiência. Pelo menos 300 mil pessoas viram. É mais que a base de apoio do Bolsonaro".

Emmy Internacional

No ano passado, o especial de Natal "Se beber, não ceie" já havia provocado a ira de religiosos mais fervorosos. A sátira produzida pelo "Porta dos Fundos" mostrou apóstolos que acordam de ressaca no dia seguinte à Última Ceia e percebem que Jesus Cristo sumiu. (Assista abaixo)

Em novembro, esse especial ganhou o prêmio Emmy Internacional na categoria de "Melhor Comédia".

Filmes e séries