PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento


Miss Universo: Brasileira Júlia Horta chega ao top 20, mas é eliminada

Brasileira Júlia Horta chega ao top 20 do Miss Universo, mas não avança às finais - Paras Griffin/Getty Images
Brasileira Júlia Horta chega ao top 20 do Miss Universo, mas não avança às finais Imagem: Paras Griffin/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

08/12/2019 22h08Atualizada em 09/12/2019 00h10

A brasileira Júlia Horta avançou para o top 20 do Miss Universo 2019, mas foi eliminada na sequência e não disputará as finais do concurso. O evento ocorre hoje em Atlanta, nos Estados Unidos.

As três finalistas são: México, África do Sul e Porto Rico. O Brasil só venceu o Miss Universo em 1963, com Iêda Maria Vargas, e 1968, com Martha Vasconcellos; portanto, o país amarga 51 anos sem a coroa.

Júlia foi eliminada após chegar ao top 20, que é é dividido em cinco semifinalistas para cada região; a brasileira não foi selecionada entre as candidatas das Américas, mas conseguiu entrar no último grupo, que dá uma chance extra às que não avançaram em sua própria região.

Priscila Prade
Imagem: Priscila Prade

"Como Miss Brasil e como mulher, eu preciso lutar pelos direitos das mulheres. Eu quero que a minha voz seja ouvida contra a violência. Graças às mulheres do passado, hoje em dia eu tenho vários direitos. E prometo lutar por essa geração e pela próxima", afirmou a brasileira.

Aos 25 anos, Júlia foi questionada sobre o segredo para ser zen. "A meditação me ajuda a me concentrar, me conectar com a minha essência e ser uma pessoa positiva. Mas eu não posso te ajudar a ser zen, eu ainda não cheguei lá. Mas, quando eu conseguir, te conto o segredo", disse ela.

Dez mulheres ainda têm condições de conquistar a coroa, mas a competição começou com 90 nomes, e 80 já foram eliminadas.

A candidata de Mianmar, Swe Zin Htet, primeira candidata assumidamente lésbica, e a da Irlanda, Fionnghuala O'Reilly, cientista da Nasa, foram algumas que ficaram de fora na peneira.

Conheça o top 20 do Miss Universo 2019:

África e Ásia-Pacífico

África do Sul - Zozibini Tunzi

Indonésia - Frederika Alexis Cull

Vietnã - Hoàng Thùy

Nigéria - Olutosin Araromi

Tailândia - Paweensuda Drouin

Europa

Albânia - Cindy Marina

França - Maeva Coucke

Islândia - Birta Abiba Þórhallsdóttir

Croácia - Mia Rkman

Portugal - Sylvie Silva

Américas

Porto Rico - Madison Anderson

Peru - Kelin Rivera

República Dominicana - Clauvid Dály

México - Sofía Aragón

EUA - Cheslie Kryst

Qualquer lugar do mundo

Filipinas - Gazini Ganados

Venezuela - Thalía Olvino

Índia - Vartika Dingh

Brasil - Júlia Horta

Colômbia - Gabriela Tafur

Entretenimento