PUBLICIDADE
Topo

Miss Universo: candidata lésbica e cientista da Nasa ficam fora top 20

Swe Zin Htet, 21, assumiu-se lésbica e divulgou que namora uma cantora famosa em Mianmar, país que representa no concurso -
Swe Zin Htet, 21, assumiu-se lésbica e divulgou que namora uma cantora famosa em Mianmar, país que representa no concurso

Do UOL, em São Paulo

08/12/2019 22h39Atualizada em 09/12/2019 00h11

Duas das candidatas ao Miss Universo 2019 mais comentadas ficaram de fora do top 20.

A representante de Mianmar, Swe Zin Htet, primeira candidata assumidamente lésbica, e a da Irlanda, Fionnghuala O'Reilly, cientista da Nasa, não avançaram no concurso, cuja premiação acontece nesta noite. A representante do Brasil, Júlia Horta, passou para a etapa seguinte numa espécie de "repescagem".

O top 20 é dividido em cinco semifinalistas para cada região e um grupo de cinco de qualquer parte do mundo.

Confira as 5 semifinalistas de cada região:

África e Ásia-Pacífico

África do Sul - Zozibini Tunzi

Indonésia - Frederika Alexis Cull

Vietnã - Hoàng Thùy

Nigéria - Olutosin Araromi

Tailândia - Paweensuda Drouin

Europa

Albânia - Cindy Marina

França - Maeva Coucke

Islândia - Birta Abiba Þórhallsdóttir

Croácia - Mia Rkman

Portugal - Sylvie Silva

Américas

Porto Rico - Madison Anderson

Peru - Kelin Rivera

República Dominicana - Clauvid Dály

México - Sofía Aragón

EUA - Cheslie Kryst

Qualquer lugar do mundo

Filipinas - Gazini Ganados

Venezuela - Thalía Olvino

Índia - Vartika Dingh

Brasil - Júlia Horta

Colômbia - Gabriela Tafur

Entretenimento