PUBLICIDADE
Topo

CCXP


Rei Leão: Filme levaria 9 mil anos para ser renderizado em um só computador

Reprodução
Imagem: Reprodução

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

05/12/2019 15h30

O novo filme de O Rei Leão, feito totalmente em computação gráfica, levaria 9.000 anos para ficar pronto se as cenas fosse renderizadas em apenas um computador. O número absurdo e curioso foi uma das revelações feitas por Julien Bolbach, profissional de efeitos especiais que trabalhou na nova versão do clássico que chegou aos cinemas em julho deste ano.

Bolcach explicou o complicado processo em um painel hoje na CCXP, em São Paulo, dedicado ao making of do filme. O Rei Leão, da Disney, só saiu a tempo graças aos 15 mil computadores usados para renderizar as cenas, já que o processo leva 60 horas a cada frame devido à extrema complexidade das imagens criadas em computador. Para os leigos, o processo de renderização nada mais é que condensar toda uma sequência de imagens e transformá-las em um único vídeo.

Todo o complicado processo, claro, envolve muita gente. Só para desenvolver os personagens foram 1.200 artistas. Segundo o profissional de efeitos visuais, foi criado uma espécie de videogame para que o diretor Jon Favreau trabalhasse na sequência. No telão do auditório Cinemark, proibidissimo de ser fotografado, foram exibidas fotos de todo o processo de produção e edição do filme, inclusive alguns erros que geraram animais sem olhos entre outras imagens curiosas.

Bulbach ainda contou que uma única cena de o Rei Leão é do mundo real, apesar de o novo filme se confundir facilmente com um documentário da Discovery Channel. Trata-se de uma paisagem estática da savana africana. Apesar do assunto bastante técnico, o público se empolgou com algumas cenas clássicas do filme que foram reexibidos no evento, entre elas a de Simba, Timão e Pumba passeando pela floresta e cantando "The Lion Sleeps Tonight".

As grandes novidades da Disney para o ano que vem estão reservadas para o público que vier à CCXP no sábado. O estúdio vai exibir em primeira mão no Brasil o filme Frozen 2, que só estreia aqui em janeiro. Para o painel, foram convidados os diretores Chris Buck e Peter Del Vecho, vendedores do Oscar com o primeiro episódio da franquia. No mesmo dia, o estúdio ainda traz o elenco de Star Wars e notícias da Fase 4 da Marvel nos cinemas com chefão Kevin Feige.

Rolê geek: Além da CCXP, veja o que fazer em São Paulo

UOL Entretenimento

CCXP