Topo

Entretenimento


Rainha da Balbúrdia: Daniela Mercury canta sobre resistência e cita Bacurau

Daniela Mercury em Rainha da Balbúrdia - Divulgação
Daniela Mercury em Rainha da Balbúrdia Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

08/11/2019 08h16

Daniela Mercury lançou hoje seu novo single, Rainha da Balbúrdia, em que cita o filme Bacurau e canta sobre resistência. A música, composta pela baiana, está nas plataformas digitais de streaming e no YouTube. Entre as alfinetadas da letra, ela cita estados do nordeste e resume: "Paraíba, Somos todos Paraíbas".

"É a Rainha da Balbúrdia que chegou / Pra balançar / As Bruxas / As Bixas", canta Daniela.

A expectativa era de que a música tivesse alfinetadas ao governo de Jair Bolsonaro, a quem Daniela se opõe abertamente, já que a palavra "balbúrdia" virou assunto político quando o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que "universidades que, em vez de procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia, terão verbas reduzidas". A declaração gerou críticas de opositores.

No entanto, a faixa foca em exaltar o nordeste e clamar os ouvintes à resistência. "Um samba pela liberdade / Um beijo contra a maldade", diz a letra, que cita o filme Bacurau, premiado em Cannes. "Meu canto alegre / É o canto do carnaval / É o grito do Bacurau".

A menção a "somos todos Paraíbas" lembra polêmica de Bolsonaro, quando o presidente foi gravado dizendo: "Dentre os (ou aqueles) governadores de 'paraíba', o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara". O caso aconteceu em julho e gerou críticas.

A cantora já havia sido provocativa no single Proibido o Carnaval, no começo do ano, com outras crítica ao governo.

Confira a letra:

Nordeste
É a Rainha da Balbúrdia que chegou
Pra balançar

O meu canto é de fé em nós
Minha força é a nossa voz
A resistência
A resistência
O meu canto é de fé em nós
Minha força é a nossa voz
É A resistência
É A resistência, é

O axé é o meu canto
O Canto de quem me segue
Meu canto alegre
É o canto do carnaval
É o grito do Bacurau

É a Rainha da Balbúrdia que chegou
Pra balançar
As Bruxas
As Bixas

O meu canto é de fé em nós
Minha força é a nossa voz
É A resistência
É A resistência
O meu canto é de fé em nós
Minha força é a nossa voz
É A existência
Arte é resistência

Um samba pela liberdade
Um beijo contra a maldade
Carnavalesca ocupação
De um povo que gosta de rebolar
Até o céu
Até o mar
De Um povo que gosta de esperançar
Jogando a tristeza pra lá e pra cá
Requebra, requebra
Dança

O sertão tem afeto, tem coragem
e coração
Somos feitos de sol e música e perfume
Perfume...
Requebra, Requebra, Requebra
Requebra ....
sem medo contra o terror
Requebra ...
sem medo, eu quero amor
Toma lá dá cá ...
Toma lá ... (Xô, robô)

Se for, vá na paz

Bahia
Sergipe
Alagoas
Maranhão
Pernambuco
Ceará
Rio Grande do Norte
Paraíba, Somos todos Paraíbas
Gira ....
e a gente Dança
E a gente Gira
Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai
Oi, oi, oi, oi, oi, oi, oi
Bate na palma da mão pra dançar
Bate na palma da mão que a alegria dança
E a vida não para
Não para não
Nordeste, cabra da peste

Entretenimento